domingo, 16 de julho de 2017

Tributo ao Eu Sou



Entre o movimento
Deslizando suavemente através do tormento
Move lento,
Sempre atento
Às lamentações e ao clamor de sofrimento.

Ao grito, suspiro
Não faz pouco caso
O descaso não faz parte da essência
Inocência.
No rosto corado diante do amor registrado
Também está.

Tão presente quanto oxigênio
Tão ausente quanto olhos a piscar
Se não é visível não deixa de estar
Se está então se move
Ah, como move!
Move-se como o ar.

E eu aqui de olhar atento
Quando percebo tua presença
Perco o alento,
Perco o medo
E a razão.

Sem orgulho no peito
Entre teus braços me deito
Me ajeito
Choro a dor e o desespero.

Meu mundo cai.
Para mim, só resta o teu.

sábado, 8 de julho de 2017

O que tenho aprendido sobre esperar em Deus



Esperar em Deus...

Esse é um assunto que já tratamos aqui, mas que é sempre bom relembrar já que estamos nesse mundo tão imediatista. Além de que eu tenho aprendido muito sobre isso desde a última vez que tratamos desse tema, e são coisas que eu gostaria de compartilhar com vocês.

Vamos lá?

1. A resposta é NÃO até que Deus diga SIM
"Foge, também, dos desejos da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor" (2 Timóteo 2.22)
Paulo bem instruiu Timóteo a fugir dos desejos da mocidade. Timóteo tinha uma missão: Pastorear a igreja de Éfeso. Ele não poderia dar-se ao luxo de distrair-se. Um relacionamento poderia ser o motivo de sua edificação ou de sua ruína.

O interessante é que na tão aclamada juventude, qualquer parte em nós que pense ou sinta está borbulhando de informações e inconstâncias. Hormônios, incertezas e carências. Não parece uma boa combinação. A nossa tendência é dizer SIM à opção menos pior!

O crush anterior odiava religião. O crush atual é cristão. "Sim! É claro que Sim!". Mal esperamos a hora de acabar com a vida de solteiro, e então não pensamos direito. Por isso, até que Deus crie cenários e situações, até que Ele diga "Vai na fé que eu estou nesse mixtério", até que o próprio Sondador de corações diga SIM, a resposta é NÃO!

2. Só se é solteiro uma vez

"Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne" (Gênesis 2.24)
Esse é o plano: Do namoro ao casamento, e lá até que a morte nos separe. Realmente, só se é solteiro uma vez. Esse é o momento para cuidar dar bases. Traumas não curados, feridas não tratadas, laços em conflito. Se existe um momento para fincar meus pés no chão, fixar os olhos no céu e deixar o vento de Deus me levar, o momento é esse. O momento único onde eu só preciso dar conta de mim mesma, antes que chegue o noivo, e então os filhos. Se a ansiedade bate e a vontade de namorar quase me empurra pro meio da pista, repito a si mesma vezes o suficiente para me convencer dessa verdade.

Esse é um momento único.
Esse é um momento único.
Esse é um momento único.

Um tempo que jamais voltará precisa ser aproveitado.

3. Sobretudo, Jesus é o meu Noivo

"Porque o teu Criador é o teu marido; SENHOR dos Exércitos é o seu nome; o Santo de Israel é o teu Redentor; ele será chamado o Deus de toda a terra." (Isaías 54.5)

Essa é uma verdade que eu preciso me lembrar diariamente. Um relacionamento não serve para preencher os vazios que eu tenho aqui dentro, mas Cristo faz isso. Quando eu compreendo que Ele é tudo o que eu preciso, eu consigo descansar. As incertezas não conseguem tirar o meu sono. Quando será que ele vai chegar? Será que ele vai chegar algum dia? Não importa. Eu tenho a Cristo, e isso me basta. Mesmo que eu esteja esperando no porto o meu sonho chegar, mesmo que os anos passem e nenhum navio se aproximar, mesmo ali com às expectativas em cacos, Jesus ainda estará lá. "Vamos para casa?", e após alguma lágrimas e lamentações tudo estará bem, pois o meu Noivo estará lá.

Então uma pergunta curiosa que sempre me fiz...

Se estou esperando em Deus o tempo todo, como saber quando se estou preparada?

A resposta é simples! Quando eu chegar ao ponto de concluir que não preciso de um relacionamento para tocar a vida, quando eu concluir que já tenho tudo o que eu preciso, quando a satisfação superar aos desejos compulsivos, aí sim estarei preparada. E você também!

terça-feira, 20 de junho de 2017

Relacionamentos descartáveis e Amor eterno


Nesse mundo onde as coisas são programadas para se autodestruir com o tempo, é meio difícil acreditar em algo que dure longos períodos, que dirá algo que seja eterno! Primeiro foram os guardanapos e os copos descartáveis, depois as roupas que rasgam e desbotam na terceira lavagem, os celulares que travam após um ano de uso e por fim os relacionamentos que cansam ao primeiro conflito.

O amor hoje é algo desconhecido. Hoje chamamos o queimar do coração de amor. São emojis no whatsapp e beijos calorosos às escondidas. Sério mesmo? Hoje chamamos o requerer de amor, e não mais o entregar. Eu não quero saber de me submeter, você também não, e pode apostar que o resto do mundo também se recusaria.

Amor eterno... Que utopia! Como amar alguém depois de conhecer o pior defeito? Como retornar depois de uma briga daquelas? Como tornar eterno aquilo que se desgasta com o tempo?

Sabe, eu não sei se o que eu vou dizer aqui vai te agradar, mas eu preciso dizer. Esse seu olhar de descarte não é culpa das pessoas grudentas ou alheias demais que você já se relacionou. Isso é um reflexo do que há em seu coração. Eu sei, eu sei, relacionamentos descartáveis não parecem tão ruins assim, afinal, se não deu certo com um, com certeza existem milhares à sua espera. Mas será que você já parou para pensar sobre isso?

É gastar horas de sua vida rasgando fotos, cartas e papéis de bombom. É sentir a dor da separação e não demonstrar, porque você é "forte" demais pra isso. É não se dar o tempo de curar o coração antes de mergulhar novamente no mar de pretendentes. É dar a várias pessoas o seu corpo mas nunca sentir-se seguro o suficiente para oferecer o coração. É não ter alguém para fazer valer o até que a morte nos separe. É não ver o rosto amado envelhecendo com o tempo e não ter a oportunidade de perceber que a cada dia o semblante está mais lindo.

Não importa o quão românticos sejam, relacionamentos descartáveis são perigosos, e deixam profundas marcar no coração. Marcas essas que costumamos não ter tempo nem boa vontade para tratar. Ferida sobre ferida, até que nossos corações pareçam escombros pós-guerra. Não parece um tanto injusto conosco mesmos nos colocarmos em uma situação dessas?

Eu sei que parece impossível guardar o coração e o corpo para uma pessoa até que a morte os separe, mas pode ter certeza que existem loucos por aí que fazer essa loucura, só para quando encontrarem a pessoa certa estejam em plenas condições de recebê-la. Além disso, existe Um que no auge de sua missão mostrou a declaração ainda mais profunda: Que nem a morte nos separe!

Cristo morreu naquela cruz para te salvar da condenação eterna e de si mesmo. Ele veio para que tenhamos vida, e para que a tenhamos em abundância. Ele veio para que você não precisasse afogar suas mágoas em bebidas, drogas, festas, orgias ou em outras pessoas. Ele te convida para um casamento eterno onde Ele é o Noivo, e toda nós somos a Noiva. E Ele é capaz, sim, de preparar a pessoa que caminhará contigo até a morte, porém, deixe que Ele - e apenas Ele - te complete.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Meu fardo é suave


Porque o meu jugo é suave,
e o meu fardo é leve
(Mateus 11.30)

Ei! Sossega esse teu coração! Você não precisa carregar o mundo inteiro nas costas. Não cabe a você ter todas as respostas, nem estar em todo canto no mesmo tempo. A ti basta apenas um momento, um espaço e um coração para cuidar. Sou Eu o Onipresente, e também sou Aquele que, nem mesmo cuidando de todo o universo, pode se sobrecarregar.

A mochila de acampamento sobre suas costas têm tornado a caminhada cansativa. Você acha que está fazendo tudo certo, acha que fui eu quem te designei esse peso, mas na verdade a única coisa que te pedi que carregasse foi a sua cruz! Pela tua renuncia te conhecerão, e saberão que você pertence a Mim.

Pode continuar com o peso nas costas, se quiser. Posso garantir que o melhor é desprender-se. Mas, caso sinta a mochila envergar sua coluna, é preciso reconhecer: Não fui eu quem te sobrecarreguei.

O meu fardo é leve. Jamais te daria um pacote ou uma missão maiores do que você pudesse suportar. Essas bugigangas que você carrega parecem insignificantes. Poucos gramas, diria. Pouco a pouco começam a tomar forma e peso, e já não é possível caminhar sem se cansar.

Eis que faço o convite: Venha até mim você que está cansado, e eu te aliviarei. Pode deixar os objetos sem medo. Providenciarei tudo o que lhe for necessário na caminhada. Colocarei sobre ti uma missão. Mas não tenha medo, pois o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve!

quinta-feira, 4 de maio de 2017

E se Jesus voltasse agora?


- E se Jesus voltasse agora?

- Seria bom.

- Você iria com ele?

- Eu não sei.

- Sinceramente, se conhecendo.

- Eu acho que não.

- E se você soubesse que ele voltará amanhã ao meio dia?

- Seria diferente!

- O que, por exemplo?

- Se eu soubesse que ele voltaria amanhã ao meio dia, eu passaria a noite em claro orando, esta noite ainda eu falaria a todos que eu encontrasse sobre como Jesus morreu para salvar a todos, e pela manhã consertaria minha vida, pediria perdão pelos meus pecados e daria um jeito de não cometê-los novamente.

- Nesse caso, você iria com ele?

- Claro! Eu estaria perto dele como nunca antes!

- Então, sabendo disso, viva todos os teus dias como se Jesus fosse voltar amanhã ao meio dia.