sexta-feira, 28 de março de 2014

Saudade da gente



Sinto saudade de tanta gente...
Gente que se foi,
Gente que não volta mais,
Gente de repente desapareceu sem querer.

Meus pensamentos se afogam
Nessa saudade descontente,
De gente que se foi pra sempre,
Sem ao menos dizer adeus.

Essa gente experiente
Que não lembra do simples,
Que nem liga se a gente sente
A dor dessa separação.

Tantas amizades perdidas
Por causa de gente doente,
Que foram embora,
E que nessa hora, nem da gente deve lembrar.

Gente importante
Que valia a pena lutar,
Arrastada pela obrigação inteligente,
Gente que agora mente e desmente.

Gente inocente,
Pura até o último osso,
Mas que deixou a gente pra trás
Por causa de amor adolescente .

Gente como eu,
Que perdeu o importante,
Tão falante que esqueceu
Que dói na gente dizer adeus.

Gente, o que aconteceu com a gente?
Destruímos nosso mundo com próprias mãos,
Esfaqueamos com deveres nosso coração,
E a razão se tornou maior que a amizade.
Nem sei mais dizer se digo a verdade,
Ou apenas hipocrisia vã.

Tire-me dessa monarquia
Onde servimos ao dinheiro-rei.
Também não quero comunismo por lei.
Quero tempos antigos, unidos,
Onde poder não era mais que amigo,
Quando vocês todos estavam comigo
Repartindo das coisas que hoje nem mais sei.


Nenhum comentário:

Postar um comentário