terça-feira, 22 de abril de 2014

Como diria Juliano Son



"Para que outros possam viver vale a pena morrer"


Sabe, nem sei mais quantas vezes vi gente sofrendo por coisa besta. Muitas das vezes por causa de pessoas, palavras, ou até mesmo conflitos internos. Muitas acabam até se prendendo e perdendo todas as suas forças nessas prisões de lágrimas. Porém, muitas dessas vezes já me vi desviando de tais situações para não sofrer junto. Afinal, é bem difícil. Às vezes a dor da pessoa é tanta que a gente simplesmente não consegue acompanhar. Na verdade, acho que nem elas mesmas conseguem.

Com o passar do tempo (de muito tempo, para ser exata), eu comecei ver que existia uma outra forma, um outro jeito de lidar com isso. Esse jeito não chegava a ser um dos mais fáceis, mas também não era pra caso perdido. Eu percebi que eu não morreria se eu chegasse nessa pessoa e tentasse entender o que se acontecia. De uma forma ou de outra, todos sairiam bem. Mas esse não é o caso que tenho a falar.

O que preciso dizer vai muito além disso. O que quero mostrar é quando a perda de uma coisa que você tanto deseja seja a felicidade de uma pessoa. Quando você tem que abrir mão de algo que você vela. E, acima de tudo, mesmo com todo o choro demonstrar seu enorme prazer em realizar tal ato. Mesmo em meio a dor. 

Eu sei, parece tolice, até porque não se vê tanto isso hoje em dia. E só de pensar que talvez a pessoa nem se dê conta de quem foi que fez tal sacrifício, já dá um desânimo incomum (que chega a ser mais comum do que deveria). Mas, no final das contas, imaginar o sorriso e a satisfação no rosto de tal pessoa dá-nos forças para fazer o que precisa ser feito.

É como se a situação difícil que a gente passa fosse ajudar alguém. É como se nossas lágrimas fossem curar feridas profundas, como um remédio. É como se nosso coração sofrido se acalmasse ao olhar para o semblante tranquilo da pessoa na qual a gente lutou.

E, dentro de tudo isso, lembro-me que sofrer é uma coisa terrível, e consigo concluir uma coisa...

Vale a pena abrir mão de um momento de felicidade para entregá-lo a outro.



"Para que outros possam vivem vale a pena morrer"

Nenhum comentário:

Postar um comentário