quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Quando é preciso deixar a caixa de brinquedos para trás



Quando eu era menor eu queria crescer. Queria alcançar a liberdade e sair do mundo chato de criança. Não me arrependo de ter tal pensamento, afinal, quem não teria? Porém vejo que não é o que eu pensei que seria. Vamos concordar, crescer não é só festa.

Uma das principais coisas que sinto falta hoje é a atenção das pessoas. Percebi que é de extrema importância uma coisa que me era tão normal. Não sei muito bem o que acontece quando se é adulto, mas ser adolescente... cara, é um saco! De um lado tem um povo ignorando o que você fala e pensa e do outro tem gente querendo saber o que é da sua vida inteira, sendo que num nível desses nem você sabe. Fora que é preciso aturar gente dizendo que você é revoltado ou estressado demais.

Crescer é mudar. Mudar é deixar de fazer um monte de coisa que se gosta. Se você quer crescer você tem que ser responsável, e ser responsável é fazer um caminhão de coisa desgastante. Ou seja, crescer é deixar a aquarela e ingressar nos papéis e nessas coisas todas que exigem muito do nosso empenho.

Por outro lado, quando se cresce você pode começar a pensar em suas próprias coisas. Deixar de ser guiado pela ideia dos outros. Raciocinar por si só, por conta e risco. Você pode escolher entre ficar louco por pensar muito em algo ou ficar louco por não saber pensar. A escolha é sua!

Crescer é poder escolher a roupa que vai usar, escolher a cor do quarto, e até escolher quem você vai ser. É escolher a música que vai ouvir, o sabor da pizza que vai comer, o instrumento que vai tocar,  o curso que vai fazer, e outras tantas coisas.

Porém a mente vira um grande labirinto que, se você parar pra pensar por mais de três segundos, você se perde. Além de arrumar a caixa de brinquedos, agora é necessário arrumar a vida. É conciliar tudo dentro da cabeça. Tem que estudar, fazer lição de casa, fazer curso, entregar currículo, arrumar a casa, cuidar do primo, visitar a avó, aprender uma nova língua, cuidar do cachorro e ainda dormir antes das dez.

Não é como decidir entre qual brinquedo vou brincar. Eu tenho que brincar com todos eles e guardá-los depois, mas às vezes não dá tempo e acabo deixando o cubo mágico de lado.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

#TemUmMinuto? - Liberdade em Cristo


Bruno Assis de Oliveira

“Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão”
- Gálatas 5:1

A sede pela liberdade está enraizada na sociedade desde os primórdios, a formação da sociedade sempre foi baseada no sistema de produção hierarquizado: Homem livre e escravo, senhor e servo, patrício e plebeu, burguês e proletário, esse sistema sempre alimentou o anseio dos oprimidos de se libertar do seu opressor... Movimentos subversivos, motins e revoluções sempre fizeram parte da história da humanidade, mas ainda hoje a “carta de alforria” torna-se uma busca exacerbada colidindo com as ordens, dogmas e leis.

Existiu no início dos anos 60 um movimento na Califórnia-EUA denominado de “hippie”, pregavam à liberdade como forma ideal de se viver, ali havia um liberalismo exagerado como orgias e o alto consumo de drogas, Janis Joplin uma cantora e uma das líderes do movimento morreu aos 27 anos por overdose de heroína. 

O que têm de jovens perecendo por essa tal liberdade e encontrando algemas e grilhões das drogas, pois o afastamento das leis de Deus promove uma servidão extrema e inafiançável. 

Não existe liberdade sem a presença de Deus, pois “Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade (II Coríntios 3:17)”. Pois a maior liberdade é estar preso aos pés de Jesus! 

Se você encontra-se encarcerado por algo, sejam por pessoas, situações ou por uma dependência química, saiba que Jesus é poderoso para despedaçar essas correntes de morte e manifestar uma liberdade grandiosa que independe do que esteja ao seu redor, liberdade interna e eterna só é possível sendo submisso às leis de Deus, sendo servos não por obrigação, mas por opção... Escolha servir a Deus e seja livre e seja liberto!!!



quinta-feira, 11 de setembro de 2014

#TemUmMinuto? - Se Cristo comigo vai, eu irei


"Porque, como as aflições de Cristo são abundantes em nós, assim também a nossa consolação sobeja por meio de Cristo."
-2 Coríntios 2.5

Às vezes são tantas as dificuldades que dá pânico até de existir. Sofrer por Cristo é gratificante, mas só bem lá na frente, só no momento em que tudo passa e podemos dizem triunfantes: Valeu a pena!

Geralmente no meio dessas situações difíceis dá vontade de parar, de olhar atrás e de querer voltar. Tem vezes que não dá pra contar com amigo, não dá pra contar com família, nem com os próprios pensamentos. Porém há um que sempre estará lá: O Espírito Santo. Não é à toa que ele é chamado de Consolador.

Da mesma maneira que a vontade de desistir cresce em nós, a vontade de prosseguir também cresce. Tudo o que você precisa fazer é pedir ajuda. O problema é que às vezes o nosso ego é tão exaltado que achamos que podemos fazer tudo sozinhos. Não podemos.

Por vezes o necessário é confiar. Por outras é continuar. Na maioria dos casos é necessário ter as duas coisas. Mas se Deus está do nosso lado, tudo é tão simples! É só dar o primeiro passo que está tudo feito. Não precisa temer, nem tremer diante do problema. É só ficar bem quietinho para tentar ouvir a voz de Deus. Eles não grita.

Ele vai à tua frente, meu irmão.
Não há o que temer,
Então por que temer se o teu Deus é contigo?

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Meu jardim

Pé de pitanga
Créditos à minha mãe por essa foto



Hey gatosos e gatosas õ/
Hoje tem mais uma sessão de fotos! \õ/ ~uhu~ Eu sei que vocês não estão tão animados quando eu planejei que estivessem u.u
Quero agradecer à Nathália Lauane, ex-blogueira do Garota Consciente, por sugerir esse tema.
Tirei essas fotinhos essa semana, e espero que gostem ;)

Pé de pitanga em pleno setembro

Pé de guiné

Pé de pitanga

Beijinhos/Maria-sem-vergonha

Amora *ooo*

Manjericão, beijinho, e outra planta que eu não sei o nome

Dente-de-leão + meu dedo divando do lado

Dente-de-leão

Hey o/

E então, meu povo? Gostaram?
Agora vamos às informações confidenciais...
Na verdade não é bem um jardim, e sim o quintal. E ele nem sequer é meu, é da minha avó, mas eu estou ensinando a família o habilidade de compartilhar u.u Ao estilo o que é meu é meu, o que seu é nosso.

É isso aí. Eu não sei tirar foto, mas beleza. O importante é o que importa.
Até amanhã povos e povas.
Sayo õ/




sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Aviso: Novidade! + Sobre tudo

Ignore a imagem. Precisava colocar alguma coisa aqui.


Hey povo õ/
Hoje quero tratar sobre umas mudancinhas de conteúdo aqui no blog. Mas antes, quero deixar bem claro que ele ainda é um blog de textos, mas que também trás outras mídias como músicas e vídeos.

Percebi que tenho escrito no blog mais para agradar a todos do que a mim mesma, por isso as mudanças futuras (ou já presentes?). Mudanças para o bem do blog, que sejam realmente o conteúdo que quero postar, mas que não se torne algum desinteressante para os leitores.

A partir de agora quero dar mais ênfase à seção Tem um minuto? do blog que, genericamente falando, trata de assuntos bíblicos. Daqui um tempinho alguns convidados aparecerão por aqui com alguns vídeos.

Voltarei com o romance 'Com amor, Hugo', que já está mais que na hora de dar um up pra ele. Ele está muito paradinho, assim como o 30 Dias de Escrita, que estou fazendo desde março e ainda não acabei e.e

E agora, o que talvez todos estivessem esperando, ou talvez não: Eu vou postar no blog todo dia! \o/
Mais ou menos. De segunda à sexta só, de sábado e domingo só vai ter atividade na fanpage do Facebook.

E só pra deixar vocês esperando, o primeiro convidado que participará do blog vai aparecer aqui dia 17.

Nos aguarde :3

Até a próxima meu povo.
Sayo õ/

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

"Ninguém me ama" - disse ela



Olho pra trás e vejo quanta coisa perdi por causa de birra. Sabe, né? Aquelas coisas de criança que se você não tomar cuidado fica com você pro resto da vida. E com "coisa de criança" quero dizer "coisa de criança bem pequena". Aquele hábito chato de bater o pé, gritar, chorar, e o pior de todos: Ficar com aquela velha história do ninguém me ama, ninguém me quer.

Queria voltar no tempo, no momento exato de um daqueles meus surtos, e me dar um daqueles tapas na cara pra acordar pra vida. Queria poder ficar na frente do espelho, na época, e dizer "vê se cresce!".

Crescer. Acho que nunca soube o significado dessa palavra. Talvez eu pensasse que crescer fosse só fazer uns aniversários a mais e aumentar o número da roupa e do sapato. Nunca imaginei o caminhão de responsabilidades que teria que empurrar ladeira acima. Acho que não parei pra pensar em como transformaria meus rabiscos coloridos em textos mais ou menos em preto e branco.

E a mesma história só continuava. "Ninguém me ama, ninguém me quer", ela dizia. Pois vá comer barata! Não adianta mais bater o pézinho pra conseguir a tão almejada atenção. Todos já sabem que você já é gente grande, menos você.

Mas parecia que os meio monólogos meio diálogos não adiantavam nada! Parecia que nem quando eu queria acordar eu não conseguia! Por um momento quis me isolar do mundo. Por vezes até quis me enfiar dentro do microondas, deixar um minuto e... BOOM!

Mas sempre dá um jeito de arrumar as coisas. Se o despertador não dá conta do recado o balde de água gelada sempre surte efeito. O problema é que às vezes a gente é tão cabeça dura que tem que esperar morrer pra aprender o quanto vale a vida! A questão é que tive que levar um sacode pra ter noção da situação toda.

Tive que estragar amizade, virar amiguinha de gente sem juízo, falar até alguém me mandar calar a boca, e outras coisas que passaram a acontecer quando passei dos limites. Mas no final tudo se resolveu. Ou mais ou menos. Afinal, de vez em quando vou precisar ter aquele momento de garotinha desesperada por atenção, mas só em últimos casos, ou quando é de interesse comum.

No final de tudo acabei aprendendo a me controlar. Custou caro, claro, mas toda reforma custa. E leva tempo, e como leva...

Na maioria dos vezes sou tão impaciente que até o tempo chega ser o problema.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

#TemUmMinuto? - Quem Deus é pra mim?



"Já não vos chamei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor, mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer"
-João 15.15

Por um bom tempo fiquei me perguntando: Quem é Deus para mim?. De que adiantaria servir a um Deus sem sequer ter m conceito sobre ele? De tanto pensar e procurar uma respostas, finalmente conclui o que esperava.

Percebi que era com Ele que eu tinha que falar quando tudo tudo estava mal, assim como quando tudo estava bem. Aprendi que é para Ele que posso contar meus segredos certa de discrição. Também vi que, mais do que apenas servos que fazem seus desejos, Deus quer ter-nos como amigos.

De nada importa estar indo em todos os trabalhos da igreja se o contato acaba aí. Não adianta ter apenas alguns momentos com Ele. É necessário um relacionamento!

E como todo amigo, Deus também quer ser tratado como amigo. É realmente chato quando você quer falar com uma pessoa e ela está com pressa de a conversa acabar logo. E é claramente normal a troca de favores, fugindo totalmente das chantagens. O desejo de Deus é que nós tenhamos um tamanho relacionamento com Ele de modo que não dê pra ficar um dia ser falar com Ele, e até ficar ansioso para ouvir sua voz.

De que adianta oferecer adoração de lábios sendo que a sua mente está pensando em falar com outra pessoa? De que adianta pregar bonito, cantar bonito, falar bonito se não viver o que se prega, canta e fala? Nem o próprio conhecimento da Bíblia conseguimos sem esse relacionamento.

Se precisarmos pensar com um pouquinho de interesse próprio, considere que Deus tem o controle de tudo e tudo que Ele faz dá certo. Andar com Ele não traz prejuízos. Agora, se formos ver com um olhar menos egocêntrico, vemos que esse relacionamento, essas conversas e esse sacrifício vivo que entregamos com nossa vida são o mínimo que podemos fazer por alguém que morreu só para trazer salvação à humanidade.

Deus não criou o homem para ter um mordomo. Deus criou o homem para ter alguém com quem conversar.

"E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e escondeu-se Adão e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim"
-Gênesis 3.8

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Fênix



Nasceu.
Raios de luz cobriam-lhe o rosto,
Sorriso exposto.
Olhos cerrados dispostos a ver
Jornada que haveria de passar.

Pensou.
Em um momento o resto planejou.
Queria calar os sentidos,
Mas antes soltou um grito.
Partiu em devaneios sem voltar.

Correu.
Tal brisa suave lembrava-lhe o mundo.
Já era surdo, mudo,
Indiferente ao redor,
Pensava no pior:
Deixar lágrima rolar.

Caiu.
Junto com a luz apagou,
Chorou.
Não dava pra levantar,
Tampouco andar,
Hesitou.

Morreu.
Tenebrosas lembranças esqueceu.
Fechou seus olhos,
Lembrou do primeiro sorriso,
Adormeceu.

E com o novo dia que raiou
Toda lágrima secou.
Se ergueu das cinzas, pó.
Já não mais só
Carregava a alegria do amanhecer.