quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Seja livre do pecado



Todo mundo já passou por uma consulta médica. Talvez não todo mundo, mas com certeza todos - ou a maioria - que conheço.

Ir ao médico é aguentar aquele incômodo de ficar sentado na sala de espera, é sentir-se culpado por ver pessoas com problemas bem piores que os seus, é ter que dar um relatório da sua vida para enfim receber o diagnóstico.

Ficamos, ainda, muito felizes quando somos atendidos por um profissional capacitado. Quando saímos daquela sala fria, sabendo que não temos nada ou que se tomarmos os medicamentos do jeito certo melhoraremos, pensamos que valeu a pena sair de casa.

"Ainda bem que eu não fiquei na cama", pensaria eu.

Se eu não me levantasse, talvez meses depois eu descobriria na prática que possuo uma doença que pode me matar. Talvez se isso acontecesse eu nem me lembraria da consulta que perdi

O médico teria entrado no meu quarto, com um olhar solene, cabisbaixo. "Se tivéssemos começado o tratamento antes talvez eu não precisasse dar esse recado", então olharia para mim. "Você tem quinze dias", ele diria.

"Não há coisa sã na minha carne, por causa da tua cólera; nem há paz em meus ossos, por causa do meu pecado"
-Salmo 38.3

Ossos quebradiços. Isso é tudo o que temos. Ossos guardados sob uma camada podre de carne.

Não temos esperança, nem a opção de sair andando. Temos ossos trincados. Isso é tudo o que temos.

Na nossa pele carregamos as marcas do pecado. Você nunca quis isso para si. Nunca quis errar.

Você estava brincando na escada e caiu. Você tem medo de mostrar o machucado para seu pai. Ele lhe dissera que não era para brincar ali. Ele brigava com você todas as vezes que você se aproximava, mas ele nunca colocou uma grade. Ele confiou em você.

Ele sabia que você não resistiria e que acabaria brincando por lá. Ele sabia que você se empolgaria e acabaria se machucando. Você o desobedeceu, ele sabe disso. 

Mas quando você mostra sua ferida aberta... Ele não pegunta o que você fez. Ele chora. Apenas chora.

Você olha nos olhos dele. Você não precisa dizer uma palavra. Ele sabe o que você está pensando. Ele te conhece tão bem... Esse olhar sempre quis dizer isso.

Eu achei que eu não cairia da escada. Você me disse para ficar longe, mas eu não fiz o que você pediu. Você nunca mais vai querer me dar outra chance. Você vai me prender dentro de casa e não vai me deixar sair nunca mais. Eu mereço ser castigado.

Ele sorri. "Tome mais cuidado da próxima vez", ele aplica um curativo em você. "Pode voltar a brincar".

Você se lembra do dia em que ele te perdoou? Ainda não foi falar com ele?! Saia correndo! Você não sabe fazer o curativo. Se lembra da última vez? Você só colocou uma calça pra ninguém ver. Seu machucado só cresceu!

Consegue entender o que quero dizer? Jesus nos dá uma lista com coisas que não podemos fazer. Pode parecer chato, mas com o tempo você vai perceber que é para o seu bem. Ele nos pede coisas como não empinar pipa na laje e não brincar com o leão do zoológico. Porém ele nunca vai te impedir de brincar. O objetivo de Jesus não é te prender em um cubículo cinza. Ele quer que seu relacionamento com ele seja divertido.

Ele confia em você. Ele te mostra o caminho que vai dar um destino legal. Ele te mostra o caminho que vai te levar à morte. Ele te diz que o primeiro é melhor para você. Você escolhe o que achar melhor.

Ele sabe que você vai errar. Ele sabe perfeitamente bem que você vai cair. Mas isso é só para você perceber sua dependência dele. A única coisa que ele espera de você é seu pedido de ajuda.

"Se, vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?"
-Mateus 7.11

Jesus Cristo é o nosso pai. Pai celestial, com planos maiores que os meus.

Quando eu era menor, já perdi a conta de quantas vezes desobedeci meus pais. Seja por birra ou por simplesmente por ir deitar depois das dez. 

Já levei bronca, já levei tapas, mas estou viva. Isso nunca me prejudicou. Ao contrário, me fez entender que todas as vezes que eu desobedecer novamente só vai nos afastar. Porém, mesmo eu errando eles nunca me expulsaram de casa.

Se meus pais, pessoas pecadoras como eu, como você, conseguem me desculpar quando eu faço besteira, que dirá o Deus dos céus, abundante em misericórdia! Estamos tratando de um Deus que não permite que a raiva, o ressentimento e a mágoa penetrem em seu coração. Ele é amor.

"Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço."
-Romanos 7.19

Uma coisa você pode ter certeza: Você não pode fugir do pecado. Isto é, você vai pecar sempre - talvez "sempre" seja uma vez por dia, talvez uma vez por mês, só Deus sabe contar -, mas isso não quer dizer que você possa pecar.

É como sujeira. É impossível fugir dela. Mas não é por isso que deixamos de tomar banho. Tomamos banho todos os dias para que a sujeira não venha tomar conta da nossa pele. Da mesma forma nós. Pecaremos, sim. Mas sempre temos que estar pedindo perdão a Jesus. Só ele tem o produto que remove culpa e impureza.

E por isso eu deixarei de tentar? É claro que não!

Nosso alvo é Jesus, que está nos céus. A única maneira de entrar lá é com uma roupa diferente. 

Ele nos chama para uma festa. Um casamento. Somos a noiva. 

Jesus gosta de surpresas e de surpreender. Ele não vai nos avisar a hora do casamento. Ele só vai acabar de preparar a decoração e esperar os convidados chegarem e vai correndo nos buscar.

Você tem que estar pronto. Ele vai chegar a qualquer momento.

Você vai sentir fome, sede, sono. Você vai ter que tomar muito cuidado para não desmanchar o cabelo e não ficar com cheiro de cebola na mão.

Imprevistos acontecem. Vai correndo pegar a escova, o detergente. Não se esqueça de passar o perfume.

Ele não te disse se vem às seis ou às dez. Talvez ele chegue pela manhã.

Você se lembra de sua voz? Se você estiver dormindo ele vai te chamar. É uma questão de tempo até que ele chegue.

Ele toca a campainha, com um vestido branco nas mãos. Você sai correndo e abre a porta. E aí, qual é o seu estado? O vestido imaculado foi feito sob medida para você, mas você só pode usá-lo se você estiver limpo. Se você tentar, você com certeza estará. Ele só quer ver o quanto você se preocupou em se encontrar com ele.

Essa será a sua prova de amor final.


Há um rio
Fernandinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário