sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Fidelidade em forma de obras



A fidelidade de Deus é algo incompreensível. A tão aclamada frase "Deus é fiel" muda o sentido quando estudada a fundo. A fidelidade faz dele alguém exclusivo seu, e você alguém exclusivo dele. Jardim fechado ele te chama com a intenção de te proteger. Ele sabe omo lidar com cada rosa de pensamento do seu coração. Ele te chama de filho, te dá alimento e abrigo. Você deve ser fiel e não fugir de casa.

Fidelidade. Uma palavra tão forte com um significado tão simples. Por fidelidade você é servo de Deus. Ser servo é a parte difícil.

Ser servo é abandonar um pouco as próprias vontades e o desejo de alcançar a felicidade para se entregar e ser feliz no seu Deus. Se parece loucura? Parece e é.

Imagine você em um lugar desconhecido. Imagine que você foi escalado para a filial vizinha, onde é estritamente proibido fazer menção do nome de Deus, e que se alguém perguntar, nem cristão você é. A punição para essa desobediência  seria demissão. Ser demitido do emprego conquistado com esforço era seu pior medo desde o ensino médio. Em uma ocasião, seu chefe colocou-lhe à prova e começou a zombar a sua fé. Você estava furioso. Você poderia respondê-lo e ser demitido, ou abaixar a cabeça e ser rejeitado por Deus.

O que você fez?

Ser fiel é decidir estar do lado de alguém mesmo que a consequência seja morte. Jesus foi fiel. Ele morreu por nós. Sua expressão naquela cruz dizia "eu te amo". O que a sua face diz?

Amar a Cristo e lábios é fácil, qualquer um faz. Nada impede que a boca de um ateu pronuncia "Jesus, eu te amo". Mas sua face lhe denunciaria. O que seu rosto diz? O que suas obras gritam?

Seria um problema se suas mãos falassem "eu quero dinheiro", ou se o seu olhar exclamasse "hoje a noite vai ser boa" ao olhar a pessoa do outro lado da rua. Um problema ainda maior seria se, enquanto isso, você estivesse a dizer "Jesus, eu te amo".

É tempo de amá-lo com obras. Assim como tratamos bem quem gostamos, e nem sempre declaramos nosso amor em palavras, devemos amá-lo.

A Palavra de Deus diz: "Aquele é sujo suje-se ainda" (Apocalipse 22.11). Seu prazer está em se aproveitar da situação dos outros para autopromover-se? Pode empenhar-se, suje-se ainda. Mas a Bíblia também diz: "Aquele que é limpo, limpe-se ainda". Seu tempo se consome e brota em prol da obra de Deus? Continue, melhore, limpe-se ainda.

Talvez você tenha levado a vida torta até então. Talvez você tenha prostituído a sua mente ou manchado a suas mãos de iniquidade. O meu Deus te dá um tempo para mudar. Apresse-se. Amanhã pode ser tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário