segunda-feira, 30 de março de 2015

Vai valer a pena



Por Mariane Martinez

Acho engraçado, temos o dono de tudo como nosso pai e ainda sim pensamos que não estamos completos. Sim, "pensamos", me coloco nisso também!

Pelo simples fato de alguém não cristão estar subindo na vida, chegamos a duvidar de Deus, pois pensamos: "Adianta eu matar minha carne dia após dia e apenas sofrer, enquanto outros fazem o que bem entendem e estão felizes e em paz?".

Na palavra do Senhor diz: "O final das coisas são melhores do que o princípio delas". Pois é, nós vemos os ímpios na maior e pura paz mas não lembramos do final. O final quando iremos ver valer a pena cada luta, cada "não" dito para nossa carne!

Jesus venceu no deserto, sofrendo! Por que acharia que conosco seria diferente?! Mas nossa luta vale a pena! Irá valer a pena cada lágrima, pois no final terá um pai que irá nos abraçar e dizer: "Filho meu, chegou a hora de brilhar!"

quinta-feira, 26 de março de 2015

À semelhança do Dono do pensar



Tenho que dizer: Deus não é uma pessoa normal. Talvez ele até seja, e nós aqui é quem somos os loucos. De qualquer forma, tudo o que Deus faz é loucura para nós. O agir de Deus é algo incompreensível e o seu pensar nos deixa inseguros. É como se ele fosse o cientista maluco supremo, o instrutor dos filósofos e o antissocial que fica no fundo da sala rabiscando esboços de grandes invenções. Na verdade acho que ele é tudo isso mesmo, só que em forma de onipotente. Afinal, ele é Deus, e pode fazer o que der na telha, não é?

Porém, mesmo sendo o único que não deve explicações a ninguém, ele é a pessoa que mais se importa com a nossa opinião e o nosso futuro. As pessoas podem até dizer que se importam, e podem mesmo se importar, mas não como esse cara.

Pra você ver, ele se importa tanto com você que se deu ao trabalho de se despir de toda a sua glória, deixar o céu, deixar o Pai, deixar toda a adoração para se fazer carne. O grande fato não é que ele se tornou humano, mas sim que ele se tornou alguém como você.

Percebe a diferença?

Ele não veio ao mundo para sentir o sangue correndo nas veias, a adrenalina na hora da morte a a garganta seca depois de correr. Ele veio para ser como você. Para sentir o que você sente, desejar o que você deseja e ver o mundo pela sua ótica. Entende como isso é maravilhoso? O próprio Criador se fazendo semelhante a um indivíduo da criação. Sendo assim, ele sabe como nos sentimos.

Ele sabe como é não ter o apoio da família quando você quer servir a Deus. Ele sabe como é ter que encarar uma situação onde ninguém te entende. Ele sabe como é dormir tarde e ter que acordar bem cedinho.

Os planos de Deus para nós podem parecer desumanos - abandonar a faculdade é inaceitável -, mas ele sabe que você consegue.

Não dá pra colocar os projetos de Deus no papel. Nem o que ele já fez eu entendo. Tudo o que ele quer é que tenhamos uma vida de se orgulhar.

Vê Jesus. A vida dele não era um conto de fadas e o seu nome não apareceu em nenhuma revista dos mais ricos de Israel. Mas, mesmo com dor, cansaço e desânimo, ele continuava segundo o coração e Deus.

"Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor, mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer."
- João 15.16

Deus se importa. Se importa conosco e em como vai ficar nossa cabeça depois que seus planos se realizarem. Por isso ele nos conta o que vai fazer, mas não do nosso jeito.

Digamos que Deus não grita, e nós vivemos num mundo de berros. Sua voz é um sussurro e sua fala é um enigma. Ele diz coisas que apenas nossa parte à semelhança dele consegue entender. Ele nos mostra uma trila. A nós cabe seguir em frente e coletar as partes do quebra-cabeça. Jesus é quem vai juntar as peças. Até isso acontecer, toda a nossa existência não passa de um emaranhado de informações desconexas. Nas verdade é isso o que somos. Todos nós temos uma peça faltando. Toda história tem um clímax incompleto. Então chega Jesus. Com suas loucuras vem dar o sentido que falta na nossa vida.

Com Jesus, todos nós temos a oportunidade de bancar o Sherlock Holmes. É que ele nos fez seres pensantes, e não vai deixar essa nossa habilidade de lado nem por um instante. Ele gosta quando a gente pensa. Talvez a pior coisa que lhe aconteça seja ver um humano robotizado. Se sua vida já virou rotina, corre que tem coisa errada!

Jesus é o maior aventureiro de toda a história do Universo. Gentil como ele é, nos chama todos os dias para acompanhá-lo em situações incomuns. E acredite, robô não é hábil e nem inteligente o bastante para segui-lo.

Inteligência artificial. É disso que precisamos fugir. O senso comum que nos ensinou a orar o Pai nosso sem prestar atenção no "seja feita a Tua vontade", o acordar sem nem lembrar do nome e o porquê de existir.

Deus não criou robôs, e nem seres que viriam a se tornar um deles. Deus criou a mim e a você, seres humanos de carne e osso, com uma massa cinzenta no crânio. Está na hora de usarmos essa inteligência que ele nos deu.

O grande motivo pelo qual Satanás tem se levantado e prevalecido contra a igreja é o aumento em massa de seguidores de Cristo de mente cauterizada. Gente que só lê a Bíblia e ora dentro da igreja, gente que acredita em tudo o que o pastor fala, gente que está satisfeita com a vida medíocre que levam. Já se foi o tempo em que não era permitido ler e entender a Palavra de Deus. Hoje você tem uma bela e densa Bíblia na sua estante, mas há diferença?

Pense, crente, pense! ¹

Vamos tomar vergonha na cara e parar de bancar os coitadinhos perante o Deus Criador. Sabe, outra coisa que Deus não gosta é de, exatamente, atitude de coitado. Éramos, sim, todos nós pobres coitados, mas Jesus nos tornou privilegiados. Começar com mimimi pra cima de Deus é como dizer que não acreditamos na eficácia da cruz.

A igreja, mais do que nunca, precisa pensar. Deus fala, sim, mas tem coisa que vem de nós. Enquanto é difícil, é com a gente mesmo. Agora, quando o entender excede o conhecimento humano, aí sim é com ele. Nessa hora Deus faz questão de sentar e nos ensinar o significado de cada palavra desconhecida.

----------------

Notas
¹ Slogan do canal David Mesquita no youtube




quinta-feira, 19 de março de 2015

Viva e eficaz



Palavras vivas que suspiram,
que nos envolvem em seus braços.
Transparente como águas cristalinas,
sem enigmas,
restaura em nós o pudor
e a inocência do primeiro amor.

Nos chama pelo nome.
Percebe quando passamos fome,
nos alimenta.
Nos faz cochilar em meio a trovões
com uma canção de ninar
repleta de versos que nos conta a liberdade.
Não nos deixa chorar se navegamos em tempestade.

Um presente.
Livro redigido pelo próprio remetente
que nos viu de eternidade a eternidade
desde o ventre,
que sentiu em sua pele
a dor de estar longe do lar.

Caminho com placas de neon ao norte.
Não nos deixa à própria sorte,
nos guia.
O candelabro que nos alumia
desde as dúvidas obscuras
aos pavores do meio-dia.

Sabedoria gravada em papel,
retrato falado do próprio Deus,
história e manual da criação,
chuva de fatos, relatos, conselhos.
A expressão dos sentimentos do Senhor dos Exércitos,
uma carta escrita singular
a cada ser do Universo.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Por você

 


Fique feliz por receber esse convite pois, para falar de amor de Cristo não se nega e sim aceita com toda honra, amor e carinho. Me chamo Maria Fernanda, tenho 14 anos, e digo que não precisa ser criança para começar a obra, basta querer e querer.

"[...] Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna"
-João 3.16

Vou mandar a real, pois se a verdade doer é porque aquilo servir para sua vida. Quando peguei a Bíblia para meditar, Deus falou ao meu coração João 3.16, então será esse texto que Deus viria a falar na sua vida.

Não foi seu melhor amigo que deu a vida por você, não foi ele que ao invés de água bebeu vinagre, não foi seu amor (namorado/namorada) que morreu. Se prometessem que morreriam por você seria mentira. Jesus deu a vida por você, ele que foi perfurado em suas mãos e em sua cabeça.

Dez centímetros. Imagine isso em sua cabeça. Comece a imaginar aquela dor, uma dor profunda. Quando caímos e apenas ralamos choramos e choramos pois simplesmente somos fracos. Deus sempre foi e será seu amigo para todas as horas, para ajudá-lo e apoiá-lo. Mas pensa aqui comigo: Quem realmente morreu por ti? Porque se me disser que foi Deus, concordo. Mas você está fazendo o que nesse mundo de horror, bebendo, se prostituindo, adorando aquele que não presta mas que deseja ser adorado?

Vamos refletir. O único que tem que ser adorado é Deus. Não tem outro além dele. A vinda dele está muito próxima, ele não brinca. Ele está vindo para buscar sua Noiva, sua Igreja, buscar os verdadeiros adoradores. Faça parte dessa Noiva. Seja um adorador.

O próprio inimigo seu, inimigo da sua alma, é Satanás.  Ele veio somente para matar, roubar e destruir sua vida. Mas quando você está na presença do Rei, não há quem te toque. Você é filho do Rei, o Todo Poderoso.

Nossa vida deve ser totalmente dele, de mais ninguém. Reflita nessa mensagem de Deus para sua vida. Para finalizar, uma pergunta faço a você, responda somente em pensamento e no coração.

Pensa aí, você derramaria o seu sangue por uma pessoa amada sua?

Jesus derramou o sangue dele carmesim por mim e por você. Ele não te julgou pelos seus atos, mas te ajuda a acertar e nunca mais fazer o errado.

Maria Fernanda Madureira
Igreja Evangélica Avivamento Bíblico - Jardim Nove de Julho
R. Doutor Paulo Queiroz, 1610 - São Mateus
São Paulo - SP

-------------
Venha nos fazer uma visita. Será sempre bem-vindo!

Cultos:
Sábado às 19:30
Domingo às 18:00
Quinta-feira às 20:00

quinta-feira, 12 de março de 2015

Sem mistura



A nossa vida é como uma construção. A princípio queremos apenas quatro pareces e um teto para nos abrigar, depois queremos transformá-la em um monumento de se admirar - na maioria das vezes é isso o que queremos. De qualquer forma temos um projeto que termina com a bandeira no topo do castelo. Porém nos esquecemos que imprevistos acontecem, de modo que por vezes não conseguimos nem erguer a muralha.

Nosso caráter de madeira pode ser atacado por cupins de mentira, e o nosso sonho de concreto pode ser apodrecido por uma chuva de críticas; algo que não podemos evitar. Mas medidas podem ser tomadas, tais como uma reforma.

"[...] Ninguém tira um pedaço de veste nova para coser em veste velha, por romperá a nova, e o remendo não condiz com a veste velha."
- Lucas 5.36

Quando vamos dar uma geral na nossa vida, temos que ter em mente que o que passou, passou e que foi muito bom enquanto durou. Não podemos ter pena de nós mesmos. Temos que aguentar um martelo quebrando nosso orgulho, nosso ego, nossos sonhos e convicções. Precisamos voltar a ser nada além de um terreno. Não podemos ser quem éramos, precisamos voltar a não ser.

Não se tampa buraco em parede de madeira com gesso, nem se coloca palha nas brechas que o cimento não conseguiu tampar. Não se mistura forte com fraco, nem se mescla velho com novo. O nosso grande problema é pensar que uma vida toda podre pode ser consertada com apenas uma atitude nova.

"Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente. Tomara que foras frio ou quente! Assim, porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca."
- Apocalipse 3.15,16

Pegue um copo de água. Se ela está gelada, você pode facilmente bebê-la; se está quente, você pode usá-la para fazer um chá ou café. Mas quando morna, que serventia há?

O morno nada mais é que uma mistura de quente e frio. O frio já foi quente um dia tão certo quanto um cadáver já viveu. O frio é o que resta quando o fogo se apaga por muito tempo. O frio não é tão bom quanto o quente, mas é melhor que o morno.

Se não estivermos dispostos a começar uma nova vida é melhor continuarmos vivendo como sempre, e não tentar intercalar ideais. Senão correremos um grande risco de adotar a hipocrisia como modo de vida.

Não basta mudar de atitude. É preciso mudar de vida.

Em certos momentos precisamos demolir nossos conceitos e reconstruir a nós mesmo como quem monta uma fortaleza de lego. Precisamos saber de onde viemos e onde queremos chegar. Talvez encontremos coisas assustadoras no nosso passado. Podemos fugir ou encarar. Mas se fugirmos, é de nossa vida que estamos fugindo. O trauma de infância ainda faz parte de nós.

Temos que escavar nosso passado em busca de memórias que nos façam entender o que deu errado. O erro não foi o seu nascimento nem o fato de você existir. O que foi que deu errado? Foi uma família desestruturada? Foi um abuso que você sofreu quando não sabia se defender? Foram dedos apontando características suas que você nunca se orgulhou?

Talvez a tragédia tenha acontecido num passado recente e as feridas abertas te impedem de continuar vivendo. Não conseguiremos viver diferente se os monstros das lembranças continuam a nos assombrar. Precisamos enfrentá-los.

Dentro do ventre de um peixe a escuridão era tanta que não se sabia se estava de olhos abertos ou fechados. A única coisa que lhe dava a certeza de que ainda estava vivo era o mau cheiro que lhe estremecia os ossos. Quem diria que Jonas acabaria assim? Quem sentia medo agora não era o profeta ou o cara importante; era o desobediente que escolheu Társis em vez de Nínive. O monstro de Jonas o atava àquele peixe. O monstro do orgulho o transformara em um monstro orgulhoso. Monstro atado ao próprio pecado.

Chegou uma hora que ele não aguentava mais ficar lá dentro, e fez a única coisa que precisava fazer desde que chegou: ele se lembrou.

Se lembrou do Deus que o chamou, se lembrou da ordem que lhe foi dada, se lembrou que apenas por misericórdia uma intimidade com o Mestre lhe era concedida. Ele reconheceu que não era ninguém e matou seu monstro. Ele se lembrou do inicio de tudo. Na verdade só o início importa.

A base define o resto da obra. Se estivermos firmados em palavras de verdade - que o tempo não corrói e propostas não corrompem -, poderemos então ter uma vida bem sucedida. As guerras continuarão a acontecer, mas nosso forte não cairá.

Para buscarmos a vida eterna precisamos antes conhecer e praticar palavras eternas. Porém, se nossas colunas forem fincadas em mentira e prostituição, estaremos nos preparando para construir nossa própria ruína.

"Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha. E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras e as não cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda."
- Mateus 7.24-27

quarta-feira, 4 de março de 2015

Do conforto ao renovo: A sabedoria



Não é difícil encontrar alguém que a almeje a sabedoria. Às vezes não precisamos ir além do nosso espelho para encontrar um aspirante a Salomão do século XXI. Porém, a sabedoria está num lugar onde alguns de nós tememos chegar.

"No cume das alturas, junto ao caminho, nas encruzilhadas das veredas, ela se coloca."
-Provérbios 8.2

A sabedoria está dalém da neblina que não nos deixa ver o pico da montanha. Quando começamos a aprender o ABC, somos tentados a desafiar a nós mesmos e a duvidar se os nossos limites são realmente barreiras ou se são apenas a chave para subir de nível. Para escrever esse texto hoje, há quase dez anos atrás precisei enfrentar algo que eu não conhecia.

Hoje, de outro ângulo, posso entender porque Jesus nos aconselhou a ser como uma criança. É que criança tem medos - bem mais do que todo mundo -, mas mesmo assim luta contra eles. Criança tem a fama de ser medrosa por ter medo de tanta coisa, mas o que nos deve chamar a tenção é que elas vencem seus medos a cada dia. Se não fosse assim, eu ainda teria medo de beber água no meio da noite e de desligar as luzes da casa antes de dormir.

Para a criança tudo é novo. Sua vida no colo da mãe não é o bastante para conhecer o mundo que a rodeia, de modo que ainda lhe é estranho olhar para si diante do espelho. Nossa jornada espiritual não é diferente.Somos crianças em busca de um Deus desconhecido traçando um caminho inesperado. Temos de ousar, de gritar, de prosseguir. Temos medo de arriscar.

"Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação"
-2 Timóteo 1.7

Me arrisco a dizer que esse é o pior medo de todos. É com ele que nos atamos ao comodismo e onde tudo passa a ser normal. É normal não orar mais, é normal não sentir mais a presença de Deus, é normal não mais ouvir a voz dele.

Temos todo respaldo para inovar. O comodismo só vai nos fazer amar o mundo onde estamos quando nossa reação a respeito deveria ser repulsa. O comodismo venda nossos olhos e não nos deixa ver quem é o príncipe deste século; não nos deixa enxergar o mundo podre caindo aos pedaços em que habitamos.

Precisamos subir ao cume do monte, e deixar o povo com seus ídolos de ouro, só para ouvir a voz de Deus. Chegamos ao ponto em que é impossível ter um contato com Deus do nosso lugar. Ele não se aproxima do pecado, mas estamos mergulhados nele.

O sábio sabe como viver em paz, e no fim é isso o que queremos. Porém não podemos confundir paz com águas calmas; pelo menos não a paz duradoura que buscamos. Somos convidados a escalar o Everest em dia de nevasca todas as vezes que desejamos tem com Deus. É um desafio diário. Sentimos nossas mãos congelando e por vezes parece que o equipamento de segurança vai falhar; nossa pele fica vermelha e mesmo com nosso agasalho sentimos como se estivéssemos vestindo regata e bermuda. Como se não bastasse, ouvimos a voz dos mais chegados nos dizendo que é perigoso. Isso dói.

Mas pense comigo: vale a pena?

A traição de Judas perfurou o corpo de Cristo, mas manter-se calado e suportar o castigo de um traidor era a sua primeira opção. Sabe por quê? É que valia a pena. O risco era grande, mas o resultado seria maior.

Precisamos escolher entre nosso conforto e nosso crescimento. Temos que ter foco e determinar objetivos. É o momento decisivo. Temos recursos e o apoio dono do mundo nos dizendo que vamos conseguir. De nós só basta dar o primeiro passo.

Do cume dos montes ecoa uma voz que nos chama pelo nome, e que nos oferece uma porção de sabedoria para que não nos afoguemos nesse mar de iniquidade.

"Quanto te deitares, não temerás; sim, tu te deitarás, e o teu sono será suave."
-Provérbios 3.24

---------

Por um momento assim
Fernanda Brum

segunda-feira, 2 de março de 2015

Esperar no Senhor



por Bruno Assis de Oliveira

"Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão."
-Isaías 40.31

Esperar em Deus não implica em ficar estagnado em uma determinada posição “esperando” alguma intervenção radical de Deus. Espera baseada na inércia nada mais é do que uma clara demonstração de comodismo e irresponsabilidade no que tange a vida cristã.

Não espera Deus falar com você (inativa), mas busque ouvir a voz de Deus (ativa). A percepção bíblica no que diz respeito à espera, é ter confiança e paciência. Essa espera é comparada a águia que por sua vez possui uma característica bem peculiar, quando os fortes ventos sopram ela abre a suas asas e a potente brisa se encarrega de mantê-las nas alturas, ou seja, ela não necessita se cansar em batendo as asas, mas é nas mais o violentas ventanias onde ela ocupa que proporciona o mais perfeito descanso.

A espera é tão ativa quanto uma águia voando, mas não tão cansativa e massacrante como a espera humana. Esperar no Senhor é renovação para as nossas vidas, então, pois, espera no Senhor enfrentando as mais fortes tempestades que se apresentem em sua vida, quem não submeter às dificuldades, jamais obterá o as mais profundas intimidades que só o “vento do espírito pode proporcionar”. Abra suas asas e deixa o vento de guiar, não sabe de onde ele (vento) vai te levar, mas creia que é Deus que direciona as nossas vidas (João 3.8)!