quinta-feira, 7 de maio de 2015

Luto trouxe vida



Meu mundo divido está
E só quem já morreu
É que não percebeu
O estrago que a indiferença faz,
Mudança que o zelo não retrai.

Ando fugindo de mim mesma
Na estrada que me leva longe do meu Pai,
E me questiono se a vida é mais que a morte.
Pra onde é que a gente vai?

A cabeça rolou,
E só o que ficou
Foi a certeza de que a luta foi pelo amor.
A dor cicatrizou,
E o sangue gritou
Que há esperança, que ainda há um Salvador.

E onde estou para os socorrer
Se do socorro estou a fugir?
E como posso a vida entregar
Se tenho a morte bem dentro de mim?

Pois nosso povo da Cruz
Perdeu a sua luz.
E tudo é tão igual,
Misturou-se o sal.
E quem leva a salvação
Bando de loucos são.
E eu aqui relaxando,
Assistindo mortes na televisão.
E eu aqui descansando,
Dizendo que Cristo me salvou em vão.

Abril
Daniela Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário