quinta-feira, 25 de junho de 2015

Já sei o que vamos fazer hoje!



Os dias vão passando tão rápido que às vezes temos a impressão de que tudo o que temos são tardes tediosas e improdutivas. Nossos melhores anos vão se consumindo com futilidades. Não sabemos usar nosso tempo. Além disso, ainda somos muito jovens, não é?

Conhecem Phineas e Ferb? Sim, sim, os dois irmãos com o bordão "Já sei o que vamos fazer hoje". Já viu as coisas incríveis que eles fazem?! E eles não têm nem quinze anos. Um modelo para nós, jovens, diria eu.

"Mas isso só porque é desenho animado", você deve estar pensando. Mas e se usássemos toda a nossa juventude para fazer coisas incríveis também? Não digo construir tobogãs ou montanhas-russas gigantes, digo participar de uma obra maior. Algo que nossa mente não entende, mas que nossas mãos podem colaborar.

Aprendemos o curso de nossas vidas desde pequenos: estudamos para trabalhar, trabalhamos comprar o que precisamos. O que não aprendemos é o que precisamos de verdade. O foco de muitos cristãos vem se perdendo, e assim nos fascinamos com o mundo de plástico à minha volta. Nos esquecemos de que tudo o que importa é Cristo, e que nossa única missão é recrutar novos soldados para a guerra contra as potestades malignas. Com todo o entretenimento que o mundo nos proporciona, nos esquecemos que estamos em meio a um campo de guerra. Nos esquecemos de que lado pertencemos, e ficamos distraídos com as tendências e novidades que vão surgindo.

Foco! Deus conta com você! Ele conta com suas mãos hábeis, com a desenvoltura em sua fala, com os rabiscos que só você e Ele entendem. Ele não vai encontrar nenhum outro você melhor do que você na face dessa terra.

"Ah, mas eu só tenho 10.. 15... 20... 30 anos". Num momento como esses não podemos usar "só". Dá pra ter noção de quanto tempo perdemos?! Quantas tardes na frente de um computador, quantas noites assistindo televisão até quase o sol raiar, quantos dias que só começavam à uma hora da tarde. Não temos mais tempo a perder!

Confesso que cheguei a perder meu foco. Parei diante do espelho e me perguntei "O que você já fez de interessante? O que você já fez de útil?". Eu já tinha ido a alguns lugares interessantes, já havia sido útil a uma ou outra pessoa nas aulas de matemática, mas... qual o sentido de tudo isso? Não pude acreditar que quatorze anos e meio da minha vida foram desperdiçados com coisas bobas que ninguém além de todo mundo dá valor! Que desperdício de vida quando o Único quem importa não é todo mundo.

Sempre tive a plena consciência de que havia coisas em mim que Ele não aprovava, outras coisas inúteis que já fiz, coisas indiferentes ou até prejudiciais ao nome dele. Mas "totalmente inútil" nunca foi uma nomenclatura que gostaria de usar para referir-me a mim mesma. Ociosidade em carne e osso, tempo jogado pelo ralo...

Foi aí que eu percebi: A vida é um sopro!

Somos jovens. Temos a energia que precisamos para cumprir grandes metas. Que não esperemos a carreira dos sonhos ou um bocado de tempo para realizar os sonhos de Deus para nós! O tempo é agora. O que passou, passou; o que está para acontecer, se permitirmos, é responsabilidades de Deus. A questão é o agora.

Enquanto você lê esse texto o tempo passa. Você não pode voltar três minutos e desejar nunca ter lido isso. Por esse motivo, não quero que toda essa leitura seja só um roubo de seu precioso tempo.

Em um episódio do desenho, quando Phineas e Ferb encomendam materiais para mais uma de suas invenções, os entregadores perguntam: "Vocês não são muito novos para fazer isso?". E eles respondem: "Pior que somos", e continuam com o projeto. Pra todo mundo somos novos demais. Temos uma vida adulta e velhice inteira para nos arriscarmos em nome de Deus. Somos jovens, dizem, e jovens devem estudar, trabalhar, namorar, lutar por um futuro melhor, fazer justiça na nação, e tantas outras coisas. Deixa eu te falar uma coisa: O mundo está indo de mal a pior. Qualquer coisa que você fizer não vai acabar com a corrupção daqui ou dali. Todo o dinheiro que você conseguir vai ser consumido por traças. Ninguém vai lembrar de você como "doutor" quando você estiver no caixão. Faça a sua vida valer a pena!

Jesus está te convidando para fazer algo tão grande quanto uma pista de skate no Grand Canyon! Ele está te chamando para um propósito bem maior, que envolve bem mais do que casas próprias, faculdades dos sonhos e braços aconchegantes para dividir segredos. Ele te chama para ser embaixador dele na Terra. Te chama para falar, mostrar e viver o amor dele!

Às vezes as suas ideias podem parecer um pouco pequenininhas comparadas às grandes instituições que abrigam moradores de rua, mas se for pra Deus, o que custa tentar? Escreva, cante, dance, desenhe, transmita Jesus!

Como diria Marcela Taís, coloca o medo debaixo do braço e siga¹! Se arrisque, mesmo que isso manche a sua reputação, mesmo que lhe custe noites de sono, mesmo que vá contra a sua louca vontade de dormir a tarde inteira.

E aí, já sabe o que vai fazer hoje?

Saindo do casulo
Fernanda Brum

-----------------

Notas
¹ Trecho da música Risco da Marcela Taís

Nenhum comentário:

Postar um comentário