terça-feira, 1 de setembro de 2015

Viciado e alienado



Você sempre se prende em algo. E não aprende, que este algo te tira dos braços de quem mais te ama. Te manda pra longe do abraço que um dia você pode dar no amor.
Você é preso, em uma vida que não existe, um pensamento que não passa, algo que se repete. Você é um viciado no passado. Consciência disto você tem.
Somos viciados no que nos dizem para sermos, é quase que uma ditadura bem aceita por aqui. Uma ditadura que na aparência atrai até o mais atento de todos.
O mundo é feito de alienados, angustiados e viciados, escolha sua categoria.
Você, eu, nós, vós, eles. Todos temos nossas prisões.
Nós somos influenciados a criar, vamos por outra cabeça, podemos ter controle de nós mesmos, mas, preferimos o mais fácil que é ir pelo caminho largo.
Pecado significa prazer eterno no nosso dicionário, não conseguimos nos desfazer do “prazer”.
Incapazes, solitários e viciados.
“Felicidade” =  acordar com dor de cabeça de manhã.
Submissos ao caos. Estamos à espera da felicidade.
E há a felicidade, você aí que é um alguém que se encaixa nas categorias acima. Há alguém que ama mesmo sabendo de tudo o que você fez no verão passado, e não é a sua mãe, nem sua namorada, ou tia.
É alguém que carregou um Planeta nas costas para que este pudesse pertencer a Ele. Alguém que te esperou quando todos já haviam ido embora.
Este cara, Ele existe.
Ele anda bem do seu lado os dias e se esforça para ser percebido. Quer te ver longe do seu vício, quer te ver racional e livre de alienação.
Se você for sincero, Ele te perdoa, não guarda mágoa e esquece, finge amnésia. Só precisa de um pedido, só de um olhar para cima, e aí vocês podem se encontrar.
Todos dizem seu nome, mas poucos lembram o sentido. Mas, você já sabe agora.

Só falta dobrar os joelhos e chorar dizendo palavras que só Ele entende.

assinado: Isa (tentando ajudar sempre que for possível ou impossível)

Nenhum comentário:

Postar um comentário