sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Batismo: O Começo



Você foi batizado!
Vem aquela alegria com motivo no coração, aquela vontade de gritar para o mundo a existência de um Deus!
Aquela ansiedade pela missão ser completa logo e encontrar Jesus!
Louco por projetos e novas ideias sempre surgindo, quer dizer a todo mundo o que descobriu!
Mas então, algo começa a te decepcionar, as pessoas. Então começam os sintomas humanos de que você deseja voltar para onde estava, ficando cada vez com mais preguiça de ler a Bíblia, tendo cada dia menos vontade de orar. Sente Deus cada dia mais longe de alguma forma.

Assim começa uma guerra, contra si mesmo e Satanás, que no caso já foi vencida na Cruz do Calvário. Cabe a nós decidir de que lado vamos guerrear, do vencedor ou perdedor.
Ás vezes nos perguntamos para que serviu o batismo se ainda parecemos perdedores, porém os olhos humanos não são o mesmo de Deus, que em seu batismo viu o início de uma grande vitória.

Quando estamos neste momento em que as lutas diárias são novidade em nossa vida ou não pois assim continuamos, temos mais do que nos esforçar mais do que nunca na busca de Deus, pois foi a nós exposta nossa verdadeira natureza, na qual não gosta de fazer coisas que não correspondem a esta, e o Senhor é o completo contrário disso, de nossa característica ruim.
Porém, mesmo negando naturalmente o Senhor, necessitamos dEle, sem este ficamos vazios e sem ruma, mesmo que não pareça (LEIA Rm 3:23). O mundo lá fora faz parecer que não precisamos de Deus, porém, por experiencia própria posso dizer que o mundo tenta suprir a necessidade do impossível, e esta necessidade só Deus consegue suster, pois Ele é o próprio impossível. Sem ele estamos num buraco escuro cheio de pedregulhos afiados.

Outro ponto é que na igreja sempre vai existir lobos e cordeiros, nunca podemos dar ouvidos e basear nossa fé no que vemos em pessoas, pois todos são defeituosos e pecadores, não é errado se inspirar em alguém, mas também temos que ter cuidado em que estamos nos inspirando, o maior espelho tem que ser Jesus.

Nas horas que caímos e desanimamos precisamos ajoelhar e pedir força de vontade para deixar a preguiça, e ter coragem de se humilhar e pedir perdão, reconhecer que nada somos. Assim de acordo com nossa sinceridade Ele atende nossas orações. É bem simples, joelho no chão e palavras fáceis, porém não é nada fácil. Depois disso Ele só diz: Filho, vai e não peques mais.

É fácil e normal desanimar, pois somos seres humanos, até fazendo o que mais gostamos uma hora chega este momento, mas se tivermos ao menos a coragem nesses momentos de ajoelhar e abrir o coração, podemos ter certeza de que daí em diante muitas coisas maravilhosas estão por vir.

Pensemos assim, se Ele disse para largarmos o nosso fardo deste mundo e carregarmos o dEle pois era mais leve, podemos confiar que em qualquer fase da vida vai ser fácil de superar se Ele estiver conosco.

É só confiar, e orar!







Assinado: Isa



quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

[Playlist] Janeiro de 2016



E aí galera! Como é que vocês estão?
Hoje eu quero mostrar para vocês o que andou tocando na minha playlist nesse mês. Pra começar, as minhas músicas foram divididas em dois temas: Gratidão e entrega. Vamos começar pelo primeiro. Bora ver?

GRATIDÃO

1. Gratitude - Dara Maclean


"Como posso agradecer?
Como posso te adorar?
Tudo o que tenho a oferecer
É a vida que coloquei diante de ti.
Tu és o único para quem vivo
Então deixe meu coração ser cheio até transbordar
A cada dia
Com gratidão."

2. Tributo a Yehovah - Paulo César Baruk e Adhemar de Campos


"Louvarei ao Senhor em todo o tempo
Seu louvor estará continuamente
Em meus lábios e também no coração
Jesus Cristo será sempre a minha canção"

3. Não vou mais andar só - Salzband


"E eu
Já me sinto seguro em saber
Que é você quem me diz
Que eu não vou mais andar só
E eu não vou mais andar só
Nunca mais"


4. So Good to Me - Dara Maclean




"A vida é tão boa, tão boa para mim
E esse amor, essa esperança
Em meu Deus que nunca vai deixar
De ser tão bom para mim"
ENTREGA

5. Reina em mim - Paulo César Baruk


"Sobre o meu pensar, tudo o que meu falar
Faz-me refletir a beleza que há em ti
Tu és para mim mais que tudo aqui
Vem reinar de novo em mim"

6. Vou viver - Rafael Araújo


"Vou viver a vida abundante que Jesus veio trazer
Vou viver longe do pecado, do erro e de todo mal
Vou viver como Jesus viveu, na luz e no amor de Deus
Isso é que é viver!"

É isso galera! Isso foi o que eu ouvi nesse mês. Espero que vocês tenham gostado.
Diz aí, o que vocês andaram ouvindo por esses dias?

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Canais do youtube para estudar



E aí pessoal! Como é que vocês estão?

As aulas estão começando, ano de vestibular para alguns, mas o mesmo pânico para todos. Não é novidade para ninguém que precisamos estudar para garantir o futuro, e também não é nenhuma surpresa que precisamos nos esforçar além da sala de aula para alcançarmos a tão desejada nota no ENEM ou em qualquer outro vestibular.

Hoje vou compartilhar com vocês alguns canais do youtube que eu uso tanto para estudar matérias que eu não aprendi quanto para reforçar as que eu estudei recentemente. Bora lá, povo meu!

1. Me Salva!



No canal no youtube, as aulas são muito bem explicadas e completas. O vídeos são organizados em playlists por disciplina. Eles também têm um site (você pode acessar clicando aqui), onde você pode resolver exercícios e praticar, mas para utilizar todos os recursos você precisa assinar um plano.



Neste canal encontramos apenas aulas da química, física, biologia e história. As aulas são fáceis de entender e faz com que os alunos entendam temas complexos. No site (você pode acessar clicando aqui) você encontra artigos com os mesmos temas das aulas em vídeo, sendo assim, você pode estudar com os vídeos, e usar o site como fonte quando for fazer algum trabalho.



Eu conheço! Você conhece! Todos conhecemos! Mas não poderia deixar de citar aqui. Descomplica é um canal com aulas muito boas para se entender mas, diferentemente das dos outros dois, são incompletas. Para você ter acesso às aulas completas, aos exercícios e às redações revisadas, você precisa assinar um plano no site Descomplica (que você pode acessar clicando aqui).

A maioria dos canais ou sites que você encontrar com um bom conteúdo, provavelmente só te dará acesso completo caso você assine um plano. Caso você se interesse e tenha condições, ok, vá fundo. Mas eu sugiro que antes disso você dê uma pesquisada no conteúdo gratuito que muitos canais do youtube, sites e blogs oferecem.

É isso galera! Espero que vocês tenham gostado.
E até a próxima! o/

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

De apenas palavras para coração convertido




O que dizer?
Não tenho palavras,
Até as tenho, porém,
Não são suficientes,
Não são sofisticadas,
Mas você não liga.

Coração não é palavra,
Coração é feito de fé,
Coração é feito de atos,
Mas atos sem fé não são de coração.

Mas só consigo decidir pelas palavras,
Pelas formalidades,
Assim é vazio e fácil,
Assim viro pó indiferente.

Viver é respirar,
É beber da vida liquida,
Você insiste no meu coração,
E eu nas palavras,
Até que me sinto sufocada,
E o que é meu vira Teu.

Assim sou leve e livre,
Agora pó diferente,
Há algo cheio,

Se amor fosse água estaria afogada.







Assinado: Isa

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Quando a realidade bate à porta



É muito agradável viver no nosso mundinho. Se trancar dentro de quatro paredes metafísicas às vezes parece a melhor opção. No início é muito normal viver por lá. Não conhecemos muito além daquilo. Temos nosso pequeno círculo de amizades, nossos interesses, nosso tempo e nosso espaço. Temos a atenção de nossa família, de nossos amigos, vamos bem na escola e às vezes nossa vida se assemelha a um conto de fadas. Está tudo indo tão bem!

Mas você, meu caro leitor, bem sabe que essas coisas não duram. Chega uma hora que a realidade vem cobrar o aluguel e não temos nada para oferecer. Somos banidos de nossas caixinhas confortáveis, de nosso cantinho seguro. Agora caminhamos errantes em busca de sobrevivência. Nossos encontros familiares se tornaram sem graça, não conversamos com nossos amigos como conversávamos antes, entramos em longos processos de crises existenciais e nossa cabeça parece que vai explodir com tantas dúvidas. Questionamos coisas que não precisariam ser questionadas. Ou será que passamos muito tempo com respostas rasas sem nos aprofundarmos na questão?

Tudo parece muito perigoso. Assim que saímos da caixa, tudo nos machuca. Pessoas nos ofendem, sentimentos nos traem, erros nos constrangem. Passamos a acreditar que tudo nessa vida tem um lado ruim. Nos afastamos das pessoas, pois elas não sentem a nossa dor com a mesma intensidade. Questionamos nossas certezas mais enraizadas, porém não concluímos se vale a pena ou não continuar seguindo nossas crenças.

Temos medo. Tanto medo que fingimos ser alguém diferente de quem somos, algo que não aconteceria na nossa caixinha. Vestimos roupas que não gostamos, ajeitamos o nosso cabelo de uma forma que nos irrita, ouvimos as músicas que todos ouvem, aguentamos tratamentos que nos reviram o estômago, fazemos coisas que fazem nossa consciência gritar! Nos tornamos produtos de uma sociedade falida, enfileirados numa prateleira.

Saímos de nossas caixas cheios de ideais, mas logo toda superficialidade que nos rodeia suga nossas profundezas. Em pouco tempo estamos totalmente mudados. Não somos nós mesmo. Eles também não são. Mas que importa? Todos estão se divertindo, não?

As ruas de concreto parecem tão mórbidas. Pessoas feitas de metal parecem tão frias. Já não há mais esperança para nós, caro leitor. Na verdade era nisso que eu acreditava. Acreditava nisso até que vi uma pequena flor brotar do pavimento. Não era fácil viver ali, mas ela estava vivendo, e parecia viver bem. Conheci pessoas que exalavam calmaria para um mundo tão caótico. Pessoas que davam o seu melhor para não só sobreviver, mas viver, e viver abundantemente! Seguindo com o olhar os passos destas, descobri as pequenezas mais belas que essa vida pode oferecer.

Ah, e ainda havia aquelas outras. Aquelas que carregavam uma paz inexplicável. Não, não foi a paz que me chamou a atenção, mas o fato de que aquela paz me era muito familiar. Lembrei-me de tê-la encontrado numa dessas ocasiões de puro caos. E ela estava ali, no semblante agradável de certo alguém, não espalhada entre os seus pertences, mas dentro de si. Esta tal pessoa não era a luz, mas falava sobre a própria. E não com sua boca, mas com cada um de seus gestos. E seus testemunhos sobre a Luz me fizeram perceber que, sob a perspectiva certa, a vida é bela sim! E a esta pessoa sou eternamente grata.

A realidade é, sim, muito dura. Cabe a nós escolher entre sentir arduamente nossas feridas e arrancar das antigas cicatrizes esperança. A escolha está em nossas mãos, e insistimos em agir como se fôssemos predestinados ao sofrimento, mas deixa eu te contar um segredo: Não somos! Não temos culpa de onde nascemos, e isso não quer dizer nada sobre nós. Quando a realidade bate à porta, cabe a nós plantar flores de esperança na cidade de concreto.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Inesperado Visitante [Crônica]



Há alguém a bater na porta.

Ah, um visitante.

Que visita inesperada, nem tivemos tempo de arrumar as coisas por aqui.

Mas ele diz que avisou antes de vir, porém não há problema na bagunça, pois justamente por isso que ele veio.

Estranho, não me lembro de qualquer aviso, e muito menos de ter contratado um empregado.

Melhor ignorá-lo e servir algo para comer.

Bem, vejamos, temos um bolo que acabei de assar, e algumas bolachas de água e sal.

Como não considero o atual visitante alguém de muita importância, melhor servi-lo com as bolachas. Afinal, quem é este para me julgar?

Para beber, temos chá, porém é um pouco demorado fazê-lo, então servirei água.

Quando servidos finalmente, não vejo “cara feia” alguma, na verdade, ele conseguiu fazer com que o alimento seja muito mais saboroso do que originalmente era.

Na conversa, ele me dizia coisas sobre o amor e a vida. Para mim era uma completa perda de tempo, um papo furado. Mas mantive minha compostura, tentando argumentar da melhor maneira possível, porém, de algum modo ele conseguiu quebrar todas as minhas objeções. Era incrível! E irritante!

Ao chegar a hora de ir embora, ele estendeu a mão entregando-me uma caixinha azul com letras prateadas carregando os escritos “Salvação”.


Eu mal sabia, mas era o maior presente que alguém poderia me dar. Estar disposto a ser mal recebido para dar algo tão especial a alguém que não merecia, de graça.

Assinado: Isa

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

O Deus que supre



Todos temos um buraco dentro de nós. Alguns tentam preenchê-lo com amizades e com diversão, outros se aventuram a quebrar limites. Algumas pessoas têm "preencher o buraco dentro de mim" como principal objetivo de vida, enquanto outras simplesmente ignoram. As maneiras como lidamos com isso são diversas, mas algo temos em comum: a necessidade de ter esse buraco preenchido.

Nos sentimos vazios. Mesmo quando já solucionamos todos os nossos problemas, ainda há uma peça faltando para o nosso quebra-cabeça. Buscamos em tantos lugares, gastamos tanto dinheiro, tempo e energia. Tudo em vão.

"O meu Deus, segundo as suas riquezas,
suprirá todas as vossas necessidades em glória,
por Cristo Jesus."
Filipenses 4.19 - JFA Offline

Segundo o Dicionário Online de Português, suprir significa preencher a vaga de algo ou alguém. Ele é o Único que tem o poder de preencher o espaço vago dentro de nós. Ele tem a forma exata da peça que nos falta.

Não há relacionamento que nos preencha. Não há festa que nos satisfaça. Não há viagens que nos supra. Não há sonhos realizados que consigam nos realizar a longo prazo. Ele é o Único que sabe como nos livrar desse vazio que nos sufoca.

Não precisa entender. Não precisa fazer sentido. Só basta sentir um toque diferente em nosso coração, uma voz suave sussurrando à nossa alma. Basta que algumas letras antigas decifrem os nossos segredos e nos digam que estamos errados. Basta uma direção que nos garanta um futuro certo. Basta um alvo que nos dê um motivo para continuar lutando, mesmo quando a guerra tentar arrancar as nossas esperanças e quando nosso corpo possuir várias cicatrizes. Ele nos suprirá.

Ele suprirá todas as nossas necessidades. Ele cicatrizará todas as nossas feridas. Ele ouvirá todos os nossos lamentos. Ele enxugará todas as nossas lágrimas. Ele será nossa peça que falta, e ainda dispõe-se a ser o nosso quebra-cabeça inteiro! Ele nos suprirá, porque nós somos insuficientes para suprir a nós mesmos.

Ele nos suprirá de forma gloriosa. Não segundo o que conhecemos, mas segundo as Suas riqueza. Não porque merecemos, mas porque sua Maravilhosa Graça nos alcançou. Ele atende o nosso pedido de socorro, e Ele supre nossas necessidades. Não temos mais a quem pedir ajuda, pois todos estão sofrendo do mesmo mal. Só temos a Ele quem possa nos socorrer.



Vem me socorrer
Palavrantiga



segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

O que tem na minha mochila para 2016



E aí galera! Como é que vocês estão?

Hoje vocês vão ver tudo o que eu vou levar pra escolinha esse ano :3 (Sim, escolinha, com direito a hora do lanchinho). Senta que o post vai ser grande...

Dizem que a gente aprende com os erros, e olha que eu errei feio com os materiais do primeiro ano. Mas vamos aprender com os erros, porque os erros tem que servir pra isso pelo menos. Eu vou mostrar pra vocês mais ou menos o que eu vou levar pra escola nesse ano, mas antes uma breve introdução.

Quando eu saí do ensino fundamental, eu não tinha ideia de como as coisas mudariam. Eu não falo das aulas - porque elas são quase do mesmo jeito -, mas justamente dos materiais. O meu material no ensino fundamental era um caderno de dez matérias, um de desenho, canetas, lápis, borracha, apontador, lápis de cor, tesoura, cola e os livros. E foi praticamente esse material que eu usei no ano passado, mas não deu muito certo. Por isso fiz minha listinha de prós e contras e comprei materiais novos, cacei umas coisas antigas, e deu nisso aí que eu vou mostrar pra vocês.


Essa é uma mochila que a minha mãe fez para mim, e cabe praticamente o universo dentro dela. Ela é feita de jeans por ser um material resistente e dá pra carregar bastante peso com ela. Ah, e ela foi a inspiração para o logo do Papo de Estudante.


Essa é uma pasta sanfonada com doze divisórias. Ela serve para guardar os trabalhos e atividades (desde o início do ano) e algumas coisas que eu vou precisar usar todas as aulas, como o horário e a tabela periódica para as aulas de química. Eu não nomeei as abas, mas coloquei números, isso porque não são todas as matérias que vão precisar de uma divisória e eu pretendo usar para outros fins além da escola, e no ano que vem também. Você consegue encontrar uma nessa nas papelarias da vida com a média de preço entre R$ 12,00 e R$ 16,00.


Isso, povo meu, são meus cadernos - até porque ninguém sabe o que é um caderno. Ano passado eu separei duas matérias para cada disciplina, e sabe no que deu? Três cadernos de dez matérias, com seis matérias sobrando. Tinha dias que eu tinha que levar os três mais uns três ou quatro livros didáticos, e eu chegava em casa morrendo de dor nas costas. E além disso só três disciplinas usaram as duas matérias que eu deixei - na minha terra isso é ingratidão (u.u). Nesse ano eu só vou levar um caderno de dez matérias e vou trocar no segundo semestre, porque ninguém merece carregar peso à toa. Ah, e eu não compro cadernos. Eu uso o que o Estado fornece mesmo e gasto meu dinheiro com comida.


Grande parte do meu sofrimento durante o primeiro ano foi porque tinha dez lições de casa para fazer e eu só lembrava de sete - e misteriosamente nunca me lembrava das de química. Com essa agenda, num mundo ideal que só existe na minha cabeça, eu nunca mais vou me esquecer de nada que tem para fazer! A questão é que esse é o primeiro ano que eu uso agenda, então não sei como esse treco funciona, então no final do ano eu digo se ela serviu pra salvar minha pele. Essa eu comprei no Submarino, na faixa de R$ 30.00.


Lápis de escrever, caneta, borracha e apontador nem preciso comentar. A caneta colorida é a minha linda do meu coração para a anotação nossa de cada dia. Eu não tenho uma regra tipo "rosa só para citações", "azul só para indicações de leitura" e tal. É tudo junto e misturado, mas no final acaba fazendo sentido. Só faz sentido pra mim, mas faz. Os lápis de cor eu uso nas aulas de arte - obviamente - e nas de matemática, por causa dos gráficos e tal.


Grampeador e tesoura são uma dupla inseparável. A tesoura é para tirar aquelas rebarbinhas chatas das folhas de caderno. Tem professores que devolvem quando a gente entrega com rebarba, outros tiram um ponto, então é sempre bom andar com a nossa amiguinha tesourinha na mochila, né? O grampeador é tanto para os trabalhos quanto para aquelas atividades ou provas que usam mais de uma folha. A gente praticamente não usa cola, então é tudo na base do grampeador mesmo.


No meu bloquinho de notas eu geralmente coloco só a grade de horários, e às vezes eu coloco o prazo de algum trabalho importante ou projeto, daqueles que mobiliza a escola toda. As notas autoadesivas (conhecidas como Post-its, mas esses não são dessa marca) eu uso mais para lembrar das páginas das apostilas. Geralmente eu coloco na parte de cima da página e dobro para o outro lado, assim dá para ver mesmo com a apostila fechada. Também uso para colocar coisas que eu devo lembrar mas que depois posso esquecer pra sempre, tipo reunião de pais, pegar uns papéis na secretaria e essas coisas.


Ah, calculadora... Minha querida calculadora... No ensino fundamental, ela era praticamente banida, exceto nos raros casos em que tínhamos que fazer umas contas de circunferência. Eu não uso nas aulas de matemática, só nas de química e física. Eu até posso usar nas aulas de matemática, mas não nas provas, então procuro resolver os exercícios sem a ajuda da nossa amiguinha. Mas nas aulas de química e física é recomendável que se use a calculadora para fazer as provas e atividades valendo nota. O meu amiguinho pendrive não é tão usado, mas sempre está comigo. Eu geralmente uso quando está rolando algum projeto para apresentar para a escola toda, ou então quando tem um seminário com apresentação de slides.



E por último, mas de maneira nenhuma menos importante, meu super estojo! Minha mãe também fez este, mas eu provavelmente vou usar um menor também só para as canetas e lápis. Nele eu carrego tudo o que eu já mostrei, menos a agenda, os cadernos e a pasta. Estes outros não são materiais, mas eu também levo todos os dias. São minha bombinhas que eu uso nas aulas de educação física, a capinha dos meus óculos, que guardo também nas aulas de educação física. E a chave de casa, que serve para... Bem, vocês já sabem.

É isso galerinha!
Esse post ficou bem maior do que eu esperava .-.

Espero que vocês tenham gostado, aproveitem o fim das férias
e até mais! o/





quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Alegrem-se no Senhor!



E aí galera, como é que vocês estão?

Antes de começarmos com nosso texto de hoje, eu quero falar com vocês sobre o blog. Já que estamos todos em clima de ano novo vida nova, nós também vamos ter mudanças por aqui.

Continuaremos com textos todas as semanas, mas agora todos os textos de quarta-feira serão com uma pegada cristã, como era antes. Os posts do Papo de Estudante serão postados na segunda-feira, mas apenas a cada quinze dias. Os posts sobre relacionamentos só quando vier inspiração, mas fica para quarta-feira. Combinado?

Já quero pedir desculpas antecipadamente caso eu ou a Isabela não postarmos sempre nos nossos horários marcados. A rotina está bem puxada, espero que entendam.

E, ainda, todo esse esquema de postagens pode ser mudado durante o ano.

Bem, eu já falei demais. Bora ver o texto!

----------

"Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: alegrem-se!"
- Filipenses 4.4 - NVI Online

Eu estava relendo a carta de Paulo aos filipenses por esses dias, e esse foi o trecho que me chamou a atenção dessa vez. Eu já o conhecia, mas quando o li uma palavra parecia saltar daquela frase: Alegrem-se SEMPRE no Senhor.

Eu estive notando que cada vez mais nós cristãos temos negligenciado a presença de Deus. Às vezes oramos por mero ritual, lemos a Bíblia para não quebrar a rotina, separamos quinze ou vinte minutos no fim do dia para ter um momento maçante com Deus. Sendo que deveríamos tratar cada um desses momentos como sendo único, trazendo à memória o sacrifício de Cristo e o véu rasgado.

Deus cuida de nós com muito mais zelo do que podemos imaginar. Ele trata cada situação de nossas vidas como uma oportunidade de crescer. Quando nos permitimos ser guiados pelo Espírito Santo, nossas almas provam de coisas inexplicáveis, de uma paz profunda e da glória do próprio Deus. E nós, ingratos, ignoramos todas as grandes coisas que Ele já fez por nós, e agimos como se houvesse correntes em nosso pescoço que nos obrigam a ajoelhar todos os dias ao pé da cama para fazer uma oração mecânica.

Alegrem-se no Senhor! Não tenham medo, não entendam como uma obrigação. Alegrem-se! Ele não quer robôs à Sua disposição para dizer palavras de elogios vazias. Ele quer verdadeiros servos, pessoas que realmente queiram fazer a vontade dele aqui na Terra como é feita no Céu. Alegrem-se! O Cordeiro imaculado foi morto. Alegrem-se! O sacrifício foi feito. Alegrem-se! Vocês foram perdoados e hoje alcançados pela maravilhosíssima Graça de Deus. Alegrem-se! Ele não quer que tenhamos medo. O mundo está em trevas, mas Ele é a nossa Luz! Alegremo-nos, pois o Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo hoje intercede ao Pai por nós.

Alegremo-nos sempre! Não só quando Deus atende nossos pedidos. Não só quando estamos felizes. Alegremo-nos sempre no Senhor! Vamos ficar alegres por quem Ele é. Vamos ficar alegres porque Ele é justo, e mesmo sendo o Todo Poderoso, Rei do Universo, com poder para consumir nossos corpos com apenas uma palavra, Ele ainda dá o direito de ser chamados filhos Seus a todos os que aceitam a Jesus como o Filho de Deus! Ele fez muito além de Sua obrigação. Ele faz muito além de Sua obrigação!

Vamos mudar nossas faces abatidas diante do Rei da Glória. Ele nos recebe diante de Sua presença. Consegue compreender a imensidão de Sua misericórdia? Ele, um Deus Santo, recebe em Seus átrios homens impuros que vivem no meio de um povo de impuros lábios. Ele pergunta: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Ele aguarda a resposta de pecadores dispostos a serem transformados. Quando dizemos "Eis-me aqui", estamos a serviço do Criador das estrelas, das colinas e das cachoeiras. E ainda temos a coragem de agir como se fôssemos obrigados a isso.

Alegre-se. Ao lado de Cristo você tem mais motivos para sorrir do que para chorar, pois a Graça dele é bem maior do que nossos pecados. Mesmo que estejamos vivendo por vales tenebrosos, a presença de Deus é o bastante para nos fazer sorrir. Mesmo com a alma angustiada, conseguiremos nos alegrar por ter a certeza de que Ele ouve nosso lamento. Nem sempre conseguiremos sorrir, mas a nossa alma sempre estará alegre quando estivermos certos de que o nosso Redentor vive, e se levantará por nossa causa a fim de nos defender.

Alegrem-se no Senhor! Novamente direi: alegrem-se!

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Metas + Resoluções para 2016



E aí galera! Como é que você estão?

Então é 2016! Finalmente! Já estava ouvindo algumas reclamações desse ano que não passa.

Dizem que sem sonhos não se vive, e acredito que sem metas não se sai do lugar, e como eu quero sair do lugar nesse ano lindo do meu coração, bora fazer nossas metas. Sem muita enrolação e porque estou sem criatividade para fazer uma introdução legal vamos lá!

1. Ficar menos tempo nas redes sociais
2. Priorizar minha vida com Deus
3. Ler mais
4. Criar um canal no youtube
5. Estudar de verdade, e não só ter nota
6. Começar o projeto Azulina (surpresa amiguinhos :3)
7. Ajudar de alguma forma alguma instituição filantrópica
8. Enviar uma carta para um missionário
9. Registrar minhas músicas

--------------
E como o post ficaria muito pequeno, vamos para a resolução
--------------

Eu resolvo estar disposta a ouvir os problemas das pessoas à minha volta, e a ajudar em tudo que estiver dentro do meu alcance.

Eu resolvo orar pelas pessoas quando eu perceber que elas não estão tão bem, e apresentar a maravilhosa e incompreensível graça como a solução para uma vida de culpa, vazia e/ou sem objetivo.

Eu resolvo, como cristã, mostrar que sou tão pecadora quanto qualquer um, e assim fazer com que as pessoas entendam que Jesus as ama tanto quanto a mim.

Eu resolvo levar a dor das pessoas mais a sério, pois o que dói nelas pode não doer em mim, mas dizer isso não faz com que a ferida cicatrize.

Eu resolvo fazer jus ao título "embaixadora de Cristo", e permitir que a luz de Cristo transpareça em mim através de cada ação e de cada palavra.

Eu resolvo sorrir mesmo quando estiver doendo, e contar sobre meus problemas apenas para Deus e para as pessoas mais íntimas, pois não são todos que poderão me ajudar, e eles não merecem carregar a dor em dobro.

Eu resolvo fazer todas as coisas como se eu as estivesse fazendo para Deus, de uma forma que em tudo que eu participar, Cristo tenha total liberdade para participar também.

Eu resolvo deixar toda a minha vida nas mãos de Deus, pois às vezes nossas vontades não coincidem, e a dele sempre é a melhor. Como diria o hino, eu quero soltar o cabo da nau e pegar os remos na mão, e trabalhar bem duro para conseguir concretizar todos os planos que Ele sonhou para mim.

--------------

É isso galera.
Esse é o primeiro ano que eu faço listinha de metas e resoluções, e realmente espero cumpri-las. Ah! E ainda tem uma coisa a mais. Já que já estamos em pique de novidades, eu também vou colocar um versículo para o ano, escolhido com base em uma conversa que tive com uma amiga em novembro.

"Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos;
se morremos, para o Senhor morremos.
De sorte que, ou vivamos ou morramos,
somos do Senhor."
- Romanos 14.8

Até mais galera!
Fiquem com o Bom Deus e não se esqueçam de fazer as suas metas caso ainda não tenha feito. Estamos em janeiro, ainda dá tempo!