sábado, 16 de julho de 2016

Barco viking, Sementes e Deus



Um barco viking pode ser um brinquedo divertido, mas quando se é uma pessoa com fobia de altura - como eu -, os minutos que passar lá dentro serão os mais aterrorizantes, e com certeza o tempo passará bem mais lentamente para você do que para seus companheiros de bordo. Sem me lembrar disso, ontem decidi me aventurar pela primeira vez num desses barcos, e confesso que pedi pra sair, literalmente. Esperando do lado de fora duas amigas acabarem a sessão, observei o movimento do brinquedo. "A vida é assim", conclui.

Tem momentos em nossas vidas que parecem que não acabam mais. Às vezes dá um enjoo e temos até medo de abrir os olhos para ver claramente os perigos que a situação oferece. São momentos difíceis que desestabilizam nossa alma e abalam nossa esperança.

É um ente querido que se foi, uma oportunidade incrível que perdeu, uma amizade que já não é a mesma, a crise que bate à porta, planos frustrados, sentimentos confusos, reciprocidade lá na esquina, e uma voz que nos diz: Confie em mim.

Eu sei que parece difícil confiar numa situação dessas. Ah, e como sei! Mas sei também que é a melhor coisa que a gente faz. Aceitar a vontade de Deus sobre as nossas vidas é uma coisa de louco, mas é a melhor loucura que podemos fazer na vida.

Neste domingo fiz uma oração a Deus. Apresentei as situações da minha vida a Ele e disse: Seja feita a Tua vontade. E assim foi. A questão é que nem sempre a vontade de Deus vai ser do jeitinho que a gente quer. É ilusão pensar que confiar em Deus é uma forma segura de concretizar nossos planos. Confiar nele é fazer um embrulho com todos os nossos sonhos e vontades dentro, e entregar pra Ele para que Ele faça o que quiser com nosso presente.

Talvez os caminhos que Ele nos convide a passar não sejam a estrada feliz que imaginamos, e talvez o que Ele nos peça para fazer machuque o nosso ego e nos faça chorar. Mas de uma coisa eu sei: Mesmo que doa agora, lá na frente eu vou ver que valeu a pena.

A vontade de Deus é como uma sementinha que precisa ser plantada com cuidado, debaixo de um sol escaldante e usando ferramentas muito pesadas. Mas, depois de um tempo, as sementinhas crescem e nós olhamos sorridentes para os frutos de nosso penoso trabalho, e então reconhecemos que o Dono das sementes não é mau por nos fazer trabalhar tanto. Aí a gente percebe que Ele só queria ver nossa alegria ao provar o fruto das sementes que Ele nos deu para plantar.

Que mesmo atordoados pelos movimentos bruscos que o barco viking da vida produz, possamos fechar os olhos e nos aconchegar nos braços fortes de Deus. Ele está pronto para nos proteger. E mesmo que nos vejamos cansados diante de uma sega tão árdua, que venhamos acreditar que a vontade de Deus é a melhor. Ele está pronto para nos recompensar.

O segredo é confiar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário