sábado, 23 de julho de 2016

Deus é o meu lugar



A vida é feita de altos e baixos, mas parece que nunca estamos preparados para as quedas. É difícil fazer como Paulo e vangloriar-se nas fraquezas. Como poderíamos encontrar esperança em meio a dor?

De todas as coisas que tenho aprendido nos últimos tempos, esta tem me ajudado a recompor-me. Deus é o meu lugar, aprendi. E não foi no auge de minha caminhada ou numa conquista marcante. Aprendi isso em meio a dor.

Deus é muito sábio no que faz, e tem um propósito em tudo na nossa vida, inclusive nas tempestades. Veja o que Ele disse ao povo de Israel sobre sua longa caminhada no desenho:

E [o Senhor] te humilhou, te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram, para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas que de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem. (Deuteronômio 8.3) 
Que Deus é esse que deixa seu povo passar fome? Que Deus é esse que deixa um ente querido nosso morrer? Que Deus é esse que nos deixa passar por tamanha aflição? Se Deus é tão bom, por que Ele deixa tanta coisa ruim acontecer?

Confesso que, durante meu deserto, cheguei a perguntar pra Deus o propósito de tudo aquilo. Percebi que, como o povo de Israel, eu também fui responsável por prolongar meu tempo nesse deserto. A caminhada de alguns dias tornou-se quarenta anos, tudo isso porque murmuraram. Eles não entendiam que Deus era o lugar do povo de Israel.

O Deus que deixou o povo passar fome foi o mesmo que o alimentou com maná. O Deus que deixou uma pessoa querida partir é o mesmo que oferecerá conforto ao nosso coração. O Deus que permite que passemos por aflições é o mesmo que nos diz: "Tem bom ânimo".

Eu olho para trás e vejo as noites mal dormidas, as emoções não contraídas, a vontade de jogar tudo pro alto. Vejo o vento que chegou, a bagunça que formou, as coisas que mudaram de lugar. Observo a menina que eu era tomando chuva, e hoje olho pra mim e digo satisfeita: "Deus é o meu lugar!".

Quando Paulo pediu ao Senhor que tirasse o espinho em sua carne, ele disse:

[...] A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. (2 Coríntios 12.9)

Eu já cheguei diante de Deus em pedaços, e já pedi para que Ele curasse a minha dor. Eu já tentei resolver tudo com as minhas próprias mãos, e eu vi que tudo só piorou. Quando eu resolvi deixar tudo nas mãos de Deus - mas entregar de verdade, e não naquela de ficar em cima do muro -, percebi que Ele é tudo o que eu preciso. É justo na minha fraqueza que Ele se faz forte em mim.

Deus proporciona situações nas quais temos tudo para acertar, mas erramos. E Ele é um Deus tão maravilhoso, benigno e longânimo que usa até mesmo nossos erros para nos ensinar. Ele não é um Deus mau por nos deixar passar fome, pois é Ele quem nos oferece o maná para nos alimentar. Tudo tem um propósito, e eu não sou capaz de explicar tudo o que acontece na sua vida. Na verdade eu ainda não sou capaz nem de entender tudo o que tem acontecido na minha! Mas de uma coisa eu tenho certeza: Deus é o meu lugar. Não importa onde eu esteja, Ele é o meu lugar. Não importa a situação que eu esteja passando, Ele é o meu lugar. Não importa o quão cansado esteja meu coração, Ele é o meu lugar. Mesmo que eu decepcione-O, Ele continua sendo bom. Mesmo que eu erre de novo, Ele continua sendo Deus.

  


Você me leva ao deserto
Ministério Zoe

Nenhum comentário:

Postar um comentário