quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Ponto de Vista



O sangue pintou o quadro mais belo
A lágrima regou a mais delicada flor
As noites em claro inspiraram a mais viva poesia
O coração ferido esboçou o mais sincero sorriso
O trabalho árduo nos tornou mais fortes
As tempestades nos ensinaram a velejar
A cada adeus um novo mundo, nova história
A cada guerra alcançamos a vitória
A cicatriz nos mostra que superamos o mal
Os pés cansados nos fazem ver aonde chegamos
O silêncio revelou nossa canção
Depois da chuva sempre vem o arco-íris
Depois da crise sempre vem a solução
O sofrimento não é só desolação
É uma escola, cada dia uma lição
E se parar para pensar vai perceber
Que foram as quedas, ferimentos e confusões
Que te tornaram quem hoje você é

A vida pode ser o escombro de uma tragédia
Ou uma belíssima rosa com alguns espinhos
Tudo depende de como se vê

Nenhum comentário:

Postar um comentário