quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Entregar, ok. Descansar, talvez.


Há situações em nossa vida que dependemos totalmente de uma intervenção divina. A solução mais óbvia? Entregar! E por vezes nós até conseguimos passar por esse passo. O porém é o que acontece depois da entrega. Em comparação, entregar a Deus o leme de nossa nau é fácil. Difícil mesmo é não ficar tentando olhar por sobre os ombros dele a fim de ver se Ele não viu o iceberg que está se aproximando.

Entregar é uma coisa, descansar é "ota fumiga".

Muitas vezes o que temos em nossas mãos é um tesouro especial. Ora tão especial que temos medo de quebrá-lo, ora tão perigoso a ponto de estilhaçar nossas almas com um pequeno descuido. Não é a coisa mais fácil do mundo, mas entregar o nosso tesouro fofinho para Deus é a melhor solução. Ele tem as mãos que sabem manusear nosso tesouro de cristal, Ele não precisa ficar na ponta dos pés para lustrá-lo, e não vai tropeçar enquanto leva o objeto para o outro cômodo.

Entregamos. Estamos livres, afinal - não é?

Isso depende.

Como eu disse antes, entregar é a parte fácil. Descansar é que são elas.

Entregar é se comprometer a deixar nas mãos de Deus. Descansar é não deixar uma cordinha para puxar quando parecer que Deus não sabe o que está fazendo. Entregar é dizer: "Seja feita a Tua vontade". Descansar é saber que a vontade de Deus é boa, agradável e perfeita.

Entregar é fácil; qualquer um entrega. Mas só descansa aquele que sabe que Deus é um Deus Bondoso. Entregar é reconhecer que os planos dele são mais altos e melhores que os nossos. Descansar é lembrar que Ele não negará bem algum aos que andam na retidão (Salmo 84.11).

O servo entrega. O amigo descansa.

Quem entrega chama Jesus para acalmar a tempestade. Quem descansa pega o acolchoado e vai dormir no cantinho do barco.

Quem entrega não dá um passo sem a direção de Deus. Quem descansa coloca a venda nos olhos e vai andar na corda bamba.

Descansar está um passo além de entregar. A entrega visa nosso bem estar. Entregar é garantia de que não dará errado. Descansar visa o caráter de Deus. Quem dormiria nos braços de um Deus tirano? Quem pisaria na grama de um Deus rabugento? Quem contaria segredos a um Deus manipulador?

Já entregou? Então descansa! Deixa pra lá o que Ele vai fazer. Ele vai fazer o melhor. Deixa a ansiedade, esse medo. Lembra que Ele é bom e que Ele só quer o seu bem. Mesmo que Ele permita que algo muito ruim aconteça agora, lembre-se: Ele só quer o seu bem. A ferida se cicatrizará e a cicatriz será uma história. E a cada história vivida e passada com choro e dor, você vai se tornando mais forte. E a cada nova situação você vai se sentindo mais fraco, e acaba reconhecendo novamente que sem Ele você não pode fazer nada. Então você se rende à Graça que ama, que cuida, que abraça e consola.

Então você não só entrega sua fraqueza, como também descansa que Ele é a sua força!



Em Teus Braços
Laura Souguellis
(Cover: Deise Souza/Farkile)

Nenhum comentário:

Postar um comentário