quinta-feira, 9 de março de 2017

O dia depois do Amanhã


"É utopia!", respondeu quando disseram que depois do Amanhã havia Outro dia. Amanhã, o dia da tortura e do abate final, não poderia anteceder outro sol a nascer.

A angústia fazia o coração pesar a massa do corpo inteiro. Roteiro: Aproveitar os últimos momentos de paz tendo em paz o coração. Realidade: À noite suar frio por desespero e antecipação.

Depois do Hoje há outro dia, o temido Amanhã. Parecia grande mentira recitar as palavras que davam esperança de que havia vida após o nó na garganta, o murro no estômago e as terríveis horas de alma trancada numa sala fria.

"Depois do Amanhã não pode haver um Outro dia!", repetia.

Como os segundos que dizem anteceder a morte, em que todos os momentos bons e ruins passam diante dos olhos, torturava-se, mas não com o passado. Futuro. O presente era uma salão escuro. Sala de espera para o matadouro.

Pobre ovelha, tão vivida e tão ingênua. Não sabes que não se trata de abate, mas apenas de tosar? Pode ser que por descuido ou descaso você saia sangrando, mas é ferida pequena - ou mesmo grande - e perfeitamente possível de se estancar.

Não minto ao dizer que o Amanhã lhe fará sofrer, mas a morte é exagero. Amanhã, você já sabe, tem chibatada nas costelas, vinagre na boca e angústia na alma. Mas vê se te acalma, que o Amanhã ainda nem chegou! Fica em paz, o que passou, passou. O que há de vir, não veio. Não se drogue de ansiedade nessa brisa de desespero.

A sua tarefa é entender que o Hoje não carrega a dor do Amanhã. Portanto sorria, e não deixe esse radiante dia passar apenas por medo do sucessor. O Amanhã vai chegar, mas até lá você pode deitar, dormir e descansar. Quando chegar, receba-o com força, coragem e fé. Se um desses te faltar, não se preocupe. Mesmo que a tua ferida sangre um pouco mais, depois do Amanhã tem Outro dia. Então entenderás que não é utopia, apenas o ciclo que compõe a vida. A gente caminha, cai, e logo levanta. A queda não é o final, mas um novo ponto de partida.

Se o caso for de alma aflita com inesperada notícia, não pense que é o fim. É apenas o Amanhã que chegou sem avisar, com dor, tristeza e luto. Não se dê por vencido antes do show terminar. O Hoje agora é Ontem, com memórias de um passado bom. O Amanhã agora é Hoje, com os instrumentos de tortura em mãos. Amanhã é Outro dia.

Viva o que tiver que viver. Doa o que tiver que doer. Que tédio seria se a vida fosse todo dia, tudo igual. Mas quer saber de uma coisa? Mesmo sabendo que logo, logo terá de caminhar sofrendo e chorando, sossega a alma, o coração, e o que tiver mais pra sossegar. Basta a cada dia o seu mal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário