sábado, 8 de julho de 2017

O que tenho aprendido sobre esperar em Deus



Esperar em Deus...

Esse é um assunto que já tratamos aqui, mas que é sempre bom relembrar já que estamos nesse mundo tão imediatista. Além de que eu tenho aprendido muito sobre isso desde a última vez que tratamos desse tema, e são coisas que eu gostaria de compartilhar com vocês.

Vamos lá?

1. A resposta é NÃO até que Deus diga SIM
"Foge, também, dos desejos da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor" (2 Timóteo 2.22)
Paulo bem instruiu Timóteo a fugir dos desejos da mocidade. Timóteo tinha uma missão: Pastorear a igreja de Éfeso. Ele não poderia dar-se ao luxo de distrair-se. Um relacionamento poderia ser o motivo de sua edificação ou de sua ruína.

O interessante é que na tão aclamada juventude, qualquer parte em nós que pense ou sinta está borbulhando de informações e inconstâncias. Hormônios, incertezas e carências. Não parece uma boa combinação. A nossa tendência é dizer SIM à opção menos pior!

O crush anterior odiava religião. O crush atual é cristão. "Sim! É claro que Sim!". Mal esperamos a hora de acabar com a vida de solteiro, e então não pensamos direito. Por isso, até que Deus crie cenários e situações, até que Ele diga "Vai na fé que eu estou nesse mixtério", até que o próprio Sondador de corações diga SIM, a resposta é NÃO!

2. Só se é solteiro uma vez

"Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne" (Gênesis 2.24)
Esse é o plano: Do namoro ao casamento, e lá até que a morte nos separe. Realmente, só se é solteiro uma vez. Esse é o momento para cuidar dar bases. Traumas não curados, feridas não tratadas, laços em conflito. Se existe um momento para fincar meus pés no chão, fixar os olhos no céu e deixar o vento de Deus me levar, o momento é esse. O momento único onde eu só preciso dar conta de mim mesma, antes que chegue o noivo, e então os filhos. Se a ansiedade bate e a vontade de namorar quase me empurra pro meio da pista, repito a si mesma vezes o suficiente para me convencer dessa verdade.

Esse é um momento único.
Esse é um momento único.
Esse é um momento único.

Um tempo que jamais voltará precisa ser aproveitado.

3. Sobretudo, Jesus é o meu Noivo

"Porque o teu Criador é o teu marido; SENHOR dos Exércitos é o seu nome; o Santo de Israel é o teu Redentor; ele será chamado o Deus de toda a terra." (Isaías 54.5)

Essa é uma verdade que eu preciso me lembrar diariamente. Um relacionamento não serve para preencher os vazios que eu tenho aqui dentro, mas Cristo faz isso. Quando eu compreendo que Ele é tudo o que eu preciso, eu consigo descansar. As incertezas não conseguem tirar o meu sono. Quando será que ele vai chegar? Será que ele vai chegar algum dia? Não importa. Eu tenho a Cristo, e isso me basta. Mesmo que eu esteja esperando no porto o meu sonho chegar, mesmo que os anos passem e nenhum navio se aproximar, mesmo ali com às expectativas em cacos, Jesus ainda estará lá. "Vamos para casa?", e após alguma lágrimas e lamentações tudo estará bem, pois o meu Noivo estará lá.

Então uma pergunta curiosa que sempre me fiz...

Se estou esperando em Deus o tempo todo, como saber quando se estou preparada?

A resposta é simples! Quando eu chegar ao ponto de concluir que não preciso de um relacionamento para tocar a vida, quando eu concluir que já tenho tudo o que eu preciso, quando a satisfação superar aos desejos compulsivos, aí sim estarei preparada. E você também!

Nenhum comentário:

Postar um comentário